Petrobras (PETR4) anuncia oferta de recompra e nova emissão de títulos

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Divulgação / Petrobras

A Petrobras (PETR4) anunciou nesta terça-feira (13) que a subsidiária Petrobras Global Finance pretende reabrir os títulos com vencimento em 2031 para uma nova emissão.

Os títulos em questão são os PGF 5,60% Global Notes, que vencem em janeiro de 2031.

A operação, esclareceu a estatal, estará “sujeita às condições de mercado”, e os títulos adicionais serão emitidos “com garantia total e incondicional da Petrobras”.

Participe do maior evento de investimentos da América Latina

Petrobras também fará oferta de recompra

Segundo comunicado publicado na CVM, também haverá o início de uma oferta de recompra, pela PGF, de uma série de títulos, limitados ao montante total dispendido de US$ 2 bilhões (tabela abaixo).

O comunicado da estatal esclareceu ainda que, “caso o montante ofertado pelos investidores na oferta de recompra de um determinado título faça com que o limite de US$ 2 bilhões seja excedido, a oferta será cancelada para aquele título e aceita para o(s) título(s) seguintes, seguindo a ordem de prioridade, até que o limite de US$ 2bilhões seja alcançado de forma que nenhum título poderá ser aceito parcialmente”.

A oferta de recompra expira no dia 19 de outubro, às 17 horas (horário de Nova York), e será conduzida pelo Bank of America, HSBC, Deutsche Bank, Itau BBA USA, J.P. Morgan, Santander Investment Securities e Scotia Capital.

O comunicado da Petrobras esclareceu ainda que os detentores dos títulos também receberão os juros capitalizados até a Data de Liquidação.

S&P mantém nota de crédito de emissão da Petrobras em BB-

De acordo com informações do BDM, a S&P manteve a nota de crédito de emissão da Petrobras, atualmente em BB-, apesar da reabertura dos títulos globais da petroleira.

O rating é o mesmo da estatal, que tem perspectiva estável, e também não sofreu alteração com a reabertura de bonds.

Os analistas da agência de classificação de riscos alegaram que “a oferta de recompra de emissões mais curtas, anunciada pela empresa junto com a reabertura da emissão 2031, deve melhorar o perfil de vencimento das dívidas da empresa, além de reduzir a dívida bruta da empresa”.

Papéis sobem

Os papéis da Petrobras apresentaram alta durante a terça-feira, mostrando reação positiva do mercado às últimas notícias envolvendo a estatal petrolífera.

Confira as cotações no fechamento:

  • PETR4: R$ 20,13; +1,67%
  • PETR3: R$ 20,13; +1,10%

Leia também: Demanda por energia pode cair 5,3% em 2020 e só se recuperar em 2025