Petrobras (PETR3;PETR4) anuncia redução de importação de gás natural da Bolívia

Felipe Alves
null
1

Crédito: Tânia Rego/Agência Brasil/Divulgação

A crise mundial do petróleo produz mais um efeito no Brasil. A Petrobras (PETR3;PETR4) anunciou que irá reduzir a importação de gás natural liquefeito (GNL) da Bolívia. Segundo a empresa, por “motivo de força maior” serão reduzidos os números de importação para abaixo dos mínimos assumidos no contrato com o governo boliviano, segundo o Valor Econômico.

O motivo principal é a queda da demanda. A estatal tem descumprido outros acordos para compra de gás e feito cortes nas compras de gás natural liquefeito. Mas a produção de pré-sal continua a todo vapor, já que os campos são mais competitivos.

Antes da crise, a Petrobras e a estatal boliviana YPFB haviam fechado em março um aditivo para estender o contrato de importação de gás para o Brasil. Ou seja, seriam retirados entre 14 milhões e 20 milhões de m³ diários. Mas a YPFB diz que a Petrobras só está retirando 10 milhões de m³ diários.

O presidente da YPFB, Herland Soliz, afirmou que entende a questão. Mas ele também cobrou negociação com a Petrobras para compensar o descumprimento do contrato. A empresa boliviana diz que a redução da produção local pode acarretar em “danos técnicos aos reservatórios”.

A Petrobras afirma que “atua em conformidade com as condições contratuais”. “A invocação de ocorrência de um evento de força maior pelos agentes afetados pela pandemia decorre de um direito legal e contratual quando caracterizado um evento imprevisível e que impeça o cumprimento regular das obrigações originalmente estabelecidas”, diz a estatal.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

A partir desta segunda-feira (27) a Petrobras irá reduzir o preço do óleo diesel em 10%. Com o preço do petróleo em constante queda, devido à pandemia do novo coronavírus, a Petrobras tem reajustado também os preços dos combustíveis.