Petrobras (PETR3 PETR4) informa sobre venda de refinarias e eólicas e eleição de conselheiro em AGE

Joana Kurtz
null
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

A Petrobras está dando prosseguimento aos processos de venda de ativos. Nesta manhã, informou que iniciou a etapa de divulgação das oportunidades (teasers) referentes às vendas de suas participações acionárias nas empresas Eólica Mangue Seco 1 e Eólica Mangue Seco 2. As companhias são proprietárias de usinas de geração de energia eólica.

Além disso, informou o início da fase vinculante referente à venda de ativos no segmento de refino. Esses ativos incluem a Refinaria Isaac Sabbá (REMAN) no Amazonas, a Lubrificantes e Derivados de Petróleo do Nordeste (LUBNOR) no Ceará, e a Unidade de Industrialização do Xisto (SIX) no Paraná, assim como seus ativos logísticos correspondentes.

Eólicas

As Eólicas Mangue Seco 1 e 2 estão localizadas em Guamaré, no Estado do Rio Grande do Norte, e fazem parte de um complexo de quatro parques eólicos com capacidade instalada total de 104 MW. Cada empresa detém e opera um parque eólico, com capacidade de 26 MW.

Na Mangue Seco 1, a Petrobras e a Alubar Energia possuem, respectivamente, 49% e 51% de participação.

Na Mangue Seco 2, a Petrobras e a Eletrobras possuem, respectivamente, 51% e 49% de participação.

Refinarias

Quanto às refinarias, a REMAN, localizada em Manaus, no Estado do Amazonas, possui capacidade de processamento de 46 mil barris/dia e seus ativos incluem um terminal de armazenamento.

A LUBNOR, localizada em Fortaleza, Ceará, conta com capacidade de processamento de 8 mil barris/dia, é uma das líderes nacionais em produção de asfalto e a única no país a produzir lubrificantes naftênicos.

A SIX, localizada em São Mateus do Sul, no Paraná, possui capacidade instalada de 6 mil barris/dia e seus ativos incluem uma mina em uma das maiores reservas de xisto betuminoso do mundo e uma planta de processamento de xisto.

Os potenciais compradores classificados para essa fase receberão carta-convite com instruções, incluindo orientações para a realização de due diligence e para o envio das propostas vinculantes.

Maximização de valor

As vendas estão de acordo com as diretrizes para desinvestimentos da Petrobras e com o regime especial de desinvestimento de ativos pelas sociedades de economia mista federais, previsto no Decreto 9.188/2017.

Essas operações estão alinhadas à otimização do portfólio e à melhora de alocação do capital da companhia, visando à maximização de valor para os acionistas.

Eleição de conselheiro

A Petrobras publicou ainda um edital de convocação para a Assembleia Geral Extraordinária, a ser realizada em 04 de março de 2020, às 15 horas. Nele, cita os temas que serão votados, entre eles a eleição de um membro do Conselho de Administração indicado pelo acionista controlador, ou seja, pelo governo.

O porcentual mínimo de participação no capital social necessário à requisição da adoção do voto múltiplo para eleição dos membros do conselho de administração é de 5% do capital votante.

Ata de reunião do Comitê de Pessoas comunicou que avaliou a indicação de Maria Cláudia Mello Guimarães para o cargo de conselheira de administração da Petrobras, à luz da política de indicação da petroleira.

“O Comitê concluiu que a indicada atende aos requisitos e não incorre nas vedações do cargo conforme estabelecido no Decreto nº 8.945/2016 e na política de indicação, estando a indicação apta para ser apreciada pelo Conselho de Administração e, posterior e oportunamente, também pela Assembleia Geral de Acionistas”, diz a ata.

Outro tema a ser votado é a incorporação da Petrobras Negócios Eletrônicos (e-PETRO) pela Petrobras.