Petrobras (PETR3 PETR4) vende participação na Gás Local

Redação EuQueroInvestir
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A Petrobras informou que assinou contratos com a White Martins Gases Industriais para a venda da participação de 40% na empresa Gás Local (GNL Gemini Comercialização e Logística de Gás).

Os contratos também incluem acordo de encerramento de pendências societárias, de arbitragem e temas em discussão judicial referentes às operações da Gás Local, empresa sediada em São Paulo que atua no setor de distribuição e transporte de gás natural liquefeito, por meio de carretas criogênicas.

Além disso, os contratos trazem ajustes nas condições comerciais para o fornecimento de gás, pela Petrobras, na qualidade de consorciada do Consórcio Gemini, formado entre Petrobras, White Martins e a Gás Local, até o final de 2023.

Confira principais Ações para investir em Outubro

A estatal destaca que o fechamento das transações está sujeito ao cumprimento de condições precedentes, como a aprovação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica.

Vendas da Petrobras em Albacora

A Petrobras também iniciou a etapa de divulgação da oportunidade (teaser), referente à venda da totalidade de suas participações nas concessões de Albacora e Albacora Leste, localizadas em águas profundas na Bacia de Campos.

O teaser contém as principais informações sobre os ativos e os critérios para a seleção de potenciais participantes e está disponível no site da Petrobras.

Segundo comunicado, as principais etapas subsequentes do projeto serão informadas posteriormente.

A Petrobras afirma que as operações estão alinhadas com a estratégia de otimização de portfólio e melhoria de alocação do capital da companhia, passando a concentrar cada vez mais os seus recursos em águas profundas e ultra-profundas, onde “ tem demonstrado grande diferencial competitivo ao longo dos anos”.

Energisa (ENGI11) emitirá debêntures no valor de R$ 480 milhões

O conselho de administração da Energisa aprovou nesta quinta-feira (24) a 14ª emissão de debêntures simples num valor de R$ 480 milhões. Serão debêntures não conversíveis em ações da espécie quirografária e em 2 séries, com prazos de 7 anos para a primeira série e 10 anos para a segunda.

A remuneração, segundo a companhia, para a primeira série será a maior entre duas opções: Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais (NTN-B) com vencimento em 15 de agosto de 2028 mais 1,10% ao ano ou 3,80% ao ano.

Para a segunda série, a remuneração prevista é de Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais (NTN-B) com vencimento em 15 de agosto de 2030 mais 1% ao ano ou 4%.

Os recursos, de acordo com a Energisa, serão destinados ao financiamento da expansão, renovação ou melhoria da infraestrutura de distribuição de energia elétrica, não incluídos os investimentos em obras do Programa “Luz Para Todos” ou com participação financeira de terceiros, constantes do Plano de Desenvolvimento da Distribuição apresentado à Aneel no ano base de 2019.