Petrobras (PETR PETR4) e Braskem (BRKM5) discutem contrato de nafta

Osni Alves
Jornalista | osni.alves@euqueroinvestir.com
1

Crédito: Braskem/Divulgação

A Petrobras (PETR3 PETR4) e a Braskem (BRKM5) devem voltar à mesa de negociações e tratar acerca do fornecimento de nafta.

O insumo é um derivado de petróleo utilizado principalmente como matéria-prima da indústria petroquímica na produção de eteno e propeno, além de outras frações líquidas.

De acordo com o Valor, o contrato deve ser assinado ainda neste semestre, principalmente porque a petroleira precisa diversificar suas operações.

Ocorre que a demanda de combustível caiu consideravelmente devido ao lockdown e a Petrobras busca nova fonte de receita em parceria com a Braskem.

Veja o desempenho da BRKM5 na Bolsa:

Fonte: tradingview.

Petrobras

A estatal é, atualmente, a segunda principal acionista da Braskem, além de sua principal fornecedora e a nafta ainda é a matéria-prima mais utilizada da petroquímica brasileira.

Outra razão que faz a Petrobras buscar novas fontes de recursos é a necessidade de se desfazer de alguns ativos, como refinarias que a estatal está tentando vender.

Também porque a petroleira se viu com excesso de nafta no mercado interno. Uma negociação acerca do mesmo acordo em 2019 não avançou.

Ainda segundo o Valor, caso saia um novo acordo, agora, ele deverá ter contrato de cinco anos.

Veja o desempenho da PETR3 na Bolsa:

Fonte: tradingview.