Petrobras (PETR3 PETR4) descobre sinais de petróleo em bacias no Sudeste

Marco Antônio Lopes
Editor. Jornalista desde 1992, trabalhou na revista Playboy, abril.com, revista Homem Vogue, Grandes Guerras, Universo Masculino, jornal Meia Hora (SP e RJ) e no portal R7 (editor em Internacional, Home, Entretenimento, Esportes e Hora 7). Colaborador nas revistas Superinteressante, Nova, Placar e Quatro Rodas. Autor do livro Bruce Lee Definitivo (editora Conrad)
1

Crédito: Divulgação / Brasil Escola

A Petrobras (PETR3 PETR4) anunciou à ANP (Agência Nacional de Petróleo) ter encontrado novos indícios de petróleo em áreas das bacias de Santos e Campos. As informações são da agência Estado/Broadcast.

Os sinais de óleo foram encontrados no campo de Marlim Leste, que fica na bacia de Campos, e na S-M-623, localizada na Bacia de Santos.

No campo de Merlim Leste, os indícios foram achados a 1.226 metros de profundidade. No local operam dois FPSOs (sigla em inglês de Floating Production Storage and Offloading, ou Unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência), a P-53 e Cidade de Niterói, embarcações usadas para exploração, escoamento e armazenamento de petróleo ou gás natural.

Os navios trabalham hoje com capacidade de 180 mil barris/dia (o P-53) e 100 mil barris/dia (o Cidade Niterói).

Descobertas em dezembro de 2019

Na bacia de Santos, a empresa diz ter localizado petróleo a 1.841 metros, no poço 3-BRSA-1370-SPS, segundo a Broadcast.

Em dezembro, a Petrobras havia informado à ANP a descoberta de outros dois poços: 3-BRSA-1371-SES, na bacia Sergipe-Alagoas, a 2.696 metros de profundidade.

Mais um poço foi achado no Alto CF-O, na bacia de Santos Santos, o 1-SHEL-31-RJS, a 1.720 metros.

Petroleiros

Entenda neste infográfico divulgado pela Petrobras o que são FPSOs: