Petrobras (PETR3 PETR 4) inicia processo de venda de eólicas no RN

Marcello Sigwalt
null
1

Crédito: Site Petronotícias

Em continuidade à sua política de desinvestimento, a estatal anunciou, nesta segunda (4), o início da fase vinculante referente à venda das totalidades de suas participações acionárias nas empresas Eólica Mangue Seco 1 e Eólica Mangue Seco 2, proprietárias de usinas de geração de energia eólica.

Paralelamente, a empresa informa que a fase não vinculante para a referida venda de suas ações nas Eólica Mangue Seco 3 e Eólica Mangue Seco 4 está em curso e deverá ser anunciado nas próximas semanas.

Também está previsto que, durante a fase vinculante, os habilitados receberão carta-convite com orientações relativas à realização do due diligence e o envio de propostas vinculantes.

As Eólicas Mangue Seco e Mangue  Seco  1, 2,  3  e 4, localizadas em Guamaré (RN), fazem parte de um complexo de quatro parques eólicos, com capacidade instalada total de 104 megawatts. Cada empresa opera um parque eólico com capacidade de 26 megawatts.

Prioridade é exportar

Contrariando prognósticos mais pessimistas, a Petrobras (PETR3 PETR4) bateu recorde de exportação de 1 milhão de barris em abril, mesmo num período de forte retração global.

O resultado ‘desbanca’ o marco anterior, de 771 mil barris, obtido em dezembro de 2019.

Para combater os efeitos da pandemia, além de reforçar o caixa, a companhia está priorizando as exportações, frente à fraca demanda interna.

Baixo teor de enxofre

Ao lembrar que “os movimentos dos mercados internacionais estão sendo acompanhados com atenção”, a diretora-executiva de Refino e Gás Natural da Petrobras, Anelise Lara, aponta que o baixo teor de enxofre do petróleo nacional explica sua valorização externa, de acordo com as especificações do IMO 2020.

Tendência positiva

Mais importante que o resultado do mês passado, acentua Anelise, é a consolidação da tendência de crescimento das exportações, que cresceram 25% no primeiro trimestre deste ano, em comparação com igual período de 2019.

A China foi o principal destino das exportações brasileiras, respondendo por 60% do total.

Além do país asiático, a commodity nacional também tem tido demanda expressiva por parte dos mercados norte-americano, europeu e indiano.

Ações logísticas

A diretora-executiva acrescenta que a prioridade à exportação do petróleo e derivados “vem acompanhada de ações logísticas visando a expansão de nossa capacidade”.

Desinvestimento

Outra medida da política de desinvestimento da companhia, a petroleira anunciou, nesta segunda-feira (4), a venda da totalidade de  sua participação de 51% na Petrobras  Gás S.A. (Gaspetro), assim como a reabertura, até o dia 15 deste mês, da fase de  análise e habilitação a potenciais compradores, em seu site.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Ao acrescentar que as demais etapas “serão informadas oportunamente ao mercado”, a estatal destaca que a iniciativa se insere “nas diretrizes e o regime especial de desinvestimento de ativos pelas sociedades de economia  mista federais, previsto no Decreto 9.188/2017”.

Otimização do portfólio

Outra finalidade, acentua a empresa, é a “otimização  do portfólio e a melhoria de alocação do capital da companhia, visando a maximização de valor para os seus acionistas”.

A nota lembra, ainda, que a Gaspetro é uma holding com participação acionária em distribuidoras  de  gás natural, em todas as regiões do país.

A apresentação inclui dados econômicos, como o volume total de gás distribuído de 29 milhões m3/dia, no ano passado, atendendo a cerca de 500 mil clientes, por meio de uma rede de 10 mil km de gasodutos.

Atualmente, o quadro societário da Gaspetro tem a seguinte composição: Petrobras (51%) e Mitsui Gás e Energia do Brasil Ltda (49%).

 

Campo de Manati à venda

Conforme publicado nessa segunda-feira (4) pelo Portal EQI, a Petrobras também informou ao mercado que pretende vender sua participação no Campo de Manati (BA), referente à produção marítima em águas rasas.

Tanto as principais informações sobre o investimento, quanto os critérios de elegibilidade para a seleção de potenciais participantes,  estão disponíveis no site da estatal.

Alocação de capital

Seu objetivo, prossegue a estatal, é “otimizar o portfólio e melhorar a alocação do capital da companhia, visando a maximização de valor para os seus acionistas”.

Segundo a companhia, as próximas etapas do projeto serão divulgadas oportunamente.

Localizado a cerca de 10 km da costa do município de Cairú (BA), o Campo de Manati possui uma lâmina d’água de 35 a 50 metros.

Com o início de sua operação em 2009, o Campo de Manati apresentou, em 2019, uma produção média de 105 barris por dia de condensado e 1.269 mil m3/dia de gás, por meio da plataforma fixa PMNT-1, que inclui uma estrutura submarina de seis poços produtores de gás.