Petrobras (PETR4) interrompe produção no CE após casos de Covid-19

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor

Crédito: Reprodução / Pinterest

A Petrobras (PETR4) informou nesta terça-feira (12) que desembarcou todos os trabalhadores das plataformas PXA-1 e PXA-2, dos campos de Xaréu, no Ceará, após terem confirmado como casos suspeitos de Covid-19.

As plataformas PXA-1 e PXA-2 estão nesse momento com a produção paralisada. Isso porque o efetivo estava reduzido à metade, realizando apenas atividades de manutenção e preservação.

“Todos realizaram testes RT-PCR para Covid-19 e estão em isolamento e acompanhados por equipes de saúde”, diz nota da empresa. Os familiares também serão testados.

“Em função de casos suspeitos, toda a equipe foi desembarcada e encaminhada para atendimento médico e realização do teste. Por prevenção, a Petrobras também está testando todos os colaboradores da plataforma PAT-3, localizada também no campo de Xaréu”, informa a nota.

Baixe a planilha e faça você mesmo o rebalanceamento da sua carteira de investimentos

Ações da Petrobras

Em outro comunicado, a Petrobras informa que “está investindo mais de R$ 30 milhões em ações de saúde e prevenção para seus colaboradores”, durante a pandemia do novo coronavírus.

“As ações vão desde a adoção do teletrabalho para as funções administrativas e pessoas no grupo de risco – a companhia já colocou cerca de 30 mil pessoas trabalhando em casa – até a testagem de todos os colaboradores com suspeita, com testes padrão ouro (RT-PCR)”, informa co comunicado.

“A empresa foi uma das primeiras brasileiras a realizar esse procedimento em larga escala. Os testes rápidos identificam anticorpos, antes do embarque para unidades com confinamento e em outras situações operacionais. Foram mais de 8 mil testes realizados até agora (11 de maio)”, completa a estatal.

Nesta segunda-feira (11), a empresa começou a realizar de testes rápidos na Refinaria Duque de Caxias (Reduc), no Rio de Janeiro.

Conheça os benefícios de se ter um assessor de investimentos

“As refinarias, térmicas e unidades de tratamento gás da companhia em todo o país começam a ser atendidas esta semana por meio de contratos com laboratórios ou distribuição de kits de testes rápidos”, informa a Petrobras.

A prioridade é dos profissionais de saúde de todas as unidades e as equipes operacionais nos estados onde o quadro de saúde é mais crítico, como o Amazonas, Ceará e Pernambuco.

Além disso, a empresa já utiliza testes rápidos antes do embarque para plataformas.

LEIA MAIS

Simule e projete seus ganhos: utilize nossa calculadora de investimentos

Petrobras afirma que tem tomado medidas para assegurar equilíbrio financeiro

Petrobras (PETR3 PETR4) informa sobre extração em Búzios e Albacora