NotíciasPolítica

Petistas pedem reembolso de gastos feitos na mobilização contra a prisão de Lula

Comida e deslocamento estão entre os gastos

Avalie este artigo!

Em matéria divulgada pelo Estadão, sete parlamentares do Partido dos Trabalhadores (PT) presentes nos atos em favor do ex-presidente Lula, cobram agora valores relativos à alimentação e deslocamento.

Ainda que pouco expressivo, o valor R$ 3.769,45, gastos  nos dias cinco e seis de abril em São Bernardo do Campo (SP), nos atos  ocorridos no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, exemplificam o descaso de parlamentares com o dinheiro público, o que obviamente não é exclusividade  dos Petistas.

Outros gastos, ocorridos em Curitiba, onde Lula se encontra preso desde o dia sete de abril, devem ser cobrados nos próximos dias. Os parlamentares têm 90 dias para pedir o reembolso.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

De acordo com os dados, foram feitos pagamentos de pedágios, táxi, uber, abastecimento de veículos, passagens aéreas  e alimentação.  Cabe lembrar que além dos gastos, os parlamentares estiveram afastados de suas atividades durante este período, ou seja, não estavam presentes em seus locais de trabalho.

Entre os envolvidos, o petista Humberto Costa disse que a viagem a São Paulo fazia parte das atividades parlamentares. A deputada Maria do Rosário falou que “as ações e agendas feitas pelo mandato estão sendo voltadas ao feito das atribuições políticas parlamentares, cumprindo severamente os princípios de ética e regimentais para o uso dos recursos da cota feita pela Câmara”.

O que diz o regulamento

Segundo o site da câmara dos deputados, existem restrições quanto ao uso de cotas parlamentares, estando entre elas:

– não serão permitidos gastos de caráter eleitoral;

10 – os gastos referentes à participação do parlamentar em cursos, palestras, seminários, simpósios, congressos ou eventos congêneres não poderão ser realizados em cursos de educação básica, graduação e pós-graduação. Além disso, para fins de ressarcimento das despesas, durante a realização da atividade o parlamentar não poderá faltar às sessões de Plenário nem às reuniões das comissões de que seja membro.

Quanto custa um parlamentar?

Somados salários e benefícios, cada parlamentar custa aos cofres públicos:

oioi

 

   Gastos com senadores

Temos também os gastos com senadores que incluem auxílio moradia R$ 5.500,00 mensais, despesas com saúde (incluindo esposa e filhos) valor ilimitado, CEAP (verba indenizatória) R$ 45.000,00 mensais, verba para contratação de pessoal R$ 82.000,00 mensais.

oi oi oi

 

Tags

Filipe Teixeira

Filipe Teixeira é redator do Portal EuQueroInvestir. Gremista, filho dos anos 80, apaixonado por filmes, música, política e economia.

É também Coordenador da área de Marketing do EuQueroInvestir.com e do EuQueroInvestir A.A.I assessores de investimentos.

Me envie um e-mail: filipe.teixeira@euqueroinvestir.com
Ou então uma mensagem por WhatsApp: (51) 98128-5585
Instagram: filipe_st

Artigos Relacionados

Close