Pelo Twitter, Bolsonaro informa que o imposto de importação da cloroquina foi zerado

Marcelo Hailer Sanchez
Jornalista, Doutor em Ciências Sociais (PUC-SP) e Mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP). Pesquisador em Inanna (NIP-PUC-SP). Trabalhei nas redações do Mix Brasil, Revista Junior, Revista A Capa e Revista Fórum. Também tenho trabalhos publicados no Observatório da Imprensa e revista Caros Amigos. Sou co-autor do livro "O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente" (AnnaBlume).
1

Crédito: O presidente Jair Bolsonaro fala à imprensa no palácio da Alvorada

Por meio do seu perfil no Twitter, o presidente Jair Bolsonaro informou nesta quinta-feira (26) que zerou o imposto de importação sobre a cloroquina e da azitromicina para serem usados, de maneira exclusiva, em pacientes em estado crítico.

Outra medida anunciada por Bolsonaro por meio do Twitter, é a suspensaõ temporária o antidumping para importações de seringas descartáveis e tubos para coleta de sangue. Desta maneira, o presidente diz que será possível adquirir tais produtos por preços menores e deixá-los acessíveis para a “população mais vulnerável”.

A cloroquina é uma medicaçao utilizada no tratamento e na profilaxia de malária e alguns médicos têm defendido a sua eficácia no tratamento contra o coronavírus. O presidente dos EUA, Donald Trump, também tem defendido o uso da cloroquina e azitromicina para o combate ao coronavírus.