Pedidos de seguro-desemprego dos EUA caem mais do que o esperado

Victória Anhesini
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie
1

Crédito: Reprodução / Wikimedia Commons

O Department of Labor (Departamento do Trabalho) dos Estados Unidos divulgou nesta quinta-feira (25) os números mais recentes em relação aos pedidos de seguro-desemprego no país.

Os novos pedidos de seguro-desemprego dos Estados Unidos ficaram abaixo do esperado por economistas. Foram solicitados 730 mil benefícios, contra os 841 mil anteriores e os 838 mil pedidos esperados.

De acordo com o Departamento do Trabalho norte-americano, apesar das quedas, os pedidos de seguro-desemprego seguem acima do pico registrado durante a chamada Grande Recessão (2007 a 2009), quando ficaram em 664 mil, em média.

Em março, no pico da pandemia, no entanto, o cenário era bem mais dramático, com o recorde estabelecendo 6,867 milhões de pedidos no início do ano passado.

Os Estados Unidos já soltaram vários pacotes de incentivo à economia, similares ao auxílio-emergencial do governo brasileiro.

*Com Agência Reuters