GPA (PCAR3) vende 43 imóveis para gestora TRX por R$ 1,25 bi

Marco Antônio Lopes
Editor. Jornalista desde 1992, trabalhou na revista Playboy, abril.com, revista Homem Vogue, Grandes Guerras, Universo Masculino, jornal Meia Hora (SP e RJ) e no portal R7 (editor em Internacional, Home, Entretenimento, Esportes e Hora 7). Colaborador nas revistas Superinteressante, Nova, Placar e Quatro Rodas. Autor do livro Bruce Lee Definitivo (editora Conrad)
1

Crédito: Divulgação

A Companhia Brasileira de Distribuição, GPA (PCAR3), gigante do comércio varejista, dona do Pão de Açúcar, do Extra, do Compre Bem e do Assaí, comunicou, nesta quinta (5), que fechou acordo para vender 43 imóveis onde funcionam lojas da companhia para a TRX, empresa de gestão de fundos.

A operação envolve a cifra de R$ 1,25 bilhão e inclui combinações de aluguel dos imóveis por 15 anos.

Os imóveis pertencem a lojas da GPA de várias bandeiras da companhia, localizadas nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Goiás, Bahia, Sergipe, Pernambuco, Piauí e Paraíba e no Distrito Federal.

BDRs| Aprenda mais sobre essa classe de Ativos

Bandeiras

De acordo com comunicado da GPA, os imóveis estão distribuídos entre todas as bandeiras do grupo: serão duas lojas Extra Hiper, seis do Mercado Extra, 22 do Pão de Açúcar e 13 do Assaí, ocupando uma área de 541.675 m²
de terreno e 295.266 m² de área construída.

O faturamento bruto destas lojas corresponde a 7,4% no Assaí e 5,6% no Multivarejo, lembra a rede varejista.

Os contratos de locação terão prazo de 15 anos, renováveis pelo mesmo período, “assegurando a continuidade das operações do GPA nos imóveis com condições financeiras sustentáveis”, informa a GPA.

O aluguel custará R$ 24 por metro quadrado ao mês, com cap rate (taxa de retorno de propriedade) de 6,85%.

Segundo o grupo varejista, “a operação contribui para a redução da dívida líquida, o reforço da estrutura de capital e aumento do retorno sobre o capital empregado, além da aceleração da conversão de lojas da  bandeira Extra Hiper para a bandeira Assaí”.

LEIA MAIS:

GPA projeta investimentos de até R$ 1,8 bi em 2020 e abertura de dez novas lojas do Pão de Açúcar

GPA: acionistas aprovam migração para Novo Mercado na B3