Paulo Guedes acredita que dólar “deve descer bem mais”

Victória Anhesini
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie

Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta quarta-feira (23), que o valor de equilíbrio do câmbio é “bem abaixo” do patamar atual. De acordo com ele, sua aposta é que a taxa ainda cairá “bem mais”.

O ministro compareceu a um evento com representantes da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Guedes afirmou que o país não tem interesse em receber “dinheiro esperto” que entra para ganhar com a diferença de juros praticados aqui e lá fora.

“Então o câmbio agora já está, o equilíbrio possivelmente é bem abaixo do que está. Chegou aí a R$5,50, R$5,70, R$5,80. E possivelmente é bem abaixo, bem abaixo do patamar atual, que pela primeira vez está furando 5 para baixo”, disse Guedes.

“Acho que vai descer bem mais na medida em que todo mundo perceber que a política é consistente, é coerente”, completou.

Dólar hoje

A moeda sobe 0,14%, a R$ 4,973, às 15h22.

Quer começar o dia bem-informado com as notícias que vão impactar o seu bolso? Clique aqui e assine a newsletter EQI HOJE!

De acordo com a Agência Estado, o dólar chegou a renovar a máxima do dia, com R$ 4,980 (alta de 0,28%), reagindo à fala do ministro da Economia, Paulo Guedes. Conforme o ministro, o governo deve anunciar ainda nesta semana a renovação por mais três meses do auxílio emergencial, até outubro.

Mas o mercado ainda está otimista com as falas do presidente do Federal Reserve, influenciando a flutuação do dólar ante o real. Ontem, a moeda caiu 1,13%, ficando com R$ 4,9661, o menor patamar desde 11 de junho do ano passado, quando valia R$ 4,9760.