Análises e PrevisõesInvestimentosRenda Fixa

Pare de perder dinheiro na poupança

Pare de perder dinheiro na poupança
3.7 de 3 voto[s]

Por incrível que pareça, “poupar dinheiro” e destiná-lo a uma aplicação que paga juros é algo inerente ao brasileiro. Fazemos isso há 156 anos. A história da caderneta de poupança começou junto com o penhor, a partir da criação da Caixa Econômica Federal e do Monte de Socorro em 12 de janeiro de 1861. Quem a decretou foi o imperador Dom Pedro II, que também definiu o rendimento da poupança anual em 6% (não muito diferente do que observamos hoje, séculos depois). Em todos esses anos que se passaram, a poupança oscilou, mas seguiu como a aplicação financeira preferida do brasileiro. Então pare de perder dinheiro na poupança!

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Como funciona a rentabilidade da poupança?

O rendimento da poupança pode variar em dois cenários:

  • Cenário 01 – Se a Taxa Selic for superior a 8,5% o rendimento mensal é de 0,5%+TR
  • Cenário 02 – Se a Taxa Selic for Inferior a 8,5% o rendimento mensal é de 70% da Selic anual + TR

Atualmente a taxa Selic está em 6,5% ao ano, ou seja, o rendimento da caderneta fica em 4,55% ao ano, mais TR. Porém, como o mercado ainda espera que a taxa de juros caia ainda mais até o fim do ano, a poupança deverá render cada vez menos.

Siga-nos no Facebook e receba as atualizações do Blog:

Investimento x Inflação

Todo investidor deve entender a rentabilidade real das aplicações para evitar perdas no longo prazo. Ao deduzir da Taxa de Juros o IPCA encontramos a taxa real.

Se o seu dinheiro não acompanha esse aumento, isso quer dizer que você perderá poder de compra e consequentemente sofrerá uma redução em seu padrão de vida ao longo do tempo. E é por isso que a caderneta não é um bom investimento: os juros da poupança são muito baixos quando descontamos a inflação.


Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil


Veja esse comparativo entre Poupança, IPCA e 97% do CDI que faz referência a uma aplicação que veremos no próximo tópico.

grafico

Podemos observar no período de Janeiro de 2015 até Dezembro de 2017 a rentabilidade da poupança por muitos meses ficou abaixo da inflação, ou seja, nesse período o investidor estava literalmente perdendo dinheiro. Por outro lado a aplicação de 97% do CDI se manteve acima construindo uma considerável diferença no ganho de capital.

Como investir com segurança e rentabilidade?

Embora muitas pessoas confiem na poupança acreditando na “segurança” dos bancos comerciais, o que realmente garante a sua segurança é um órgão chamado Fundo Garantidor de Crédito (FGC), que assegura o seu investimento e os juros em até R$250.000 por CPF e por instituição. O FGC também garante alguns dos títulos de Renda Fixa mais conhecidos no mercado. Ou seja, você possui o mesmo nível de segurança da caderneta e, assim, pode focar em escolher um investimento melhor para o seu dinheiro.

Comparada a outros investimentos de Renda Fixa, a caderneta deixa muito a desejar. No gráfico anterior fiz referência a uma LCI de 97% do CDI, que assim como a poupança é possui a garantia do FGC e não tem cobrança de I.R. Veja um exemplo prático comparativo em uma aplicação de R$100.000 feita em Janeiro de 2015 até Dezembro de 2017:

grafico

É notável a diferença entre a evolução da Poupança e da LCI de 97% do CDI, em azul aparece a evolução do capital se fosse corrigido apenas pela inflação.

A seguir vamos verificar a rentabilidade real dos investimentos, ou seja, a rentabilidade além da inflação:

grafico

Em 2015 e 2016 o investidor teria perdido dinheiro corrigindo apenas em 2017 em contrapartida a LCI apresenta um resultado de praticamente R$20.000,00 além da inflação do período.

É importante lembrar que a poupança e a LCI podem apresentar prazos de liquidez diferentes, porém a mudança continua sendo vantajosa em prazos menores.

Investir em aplicações que rendem mais que a poupança não é complicado, porém é importante, antes de fazer qualquer investimento, ter em mente o objetivo para o qual esse capital será destinado e também o tempo que pretende disponibilizar os recursos, para que dessa forma escolha as melhores opções, considerando: Segurança, rentabilidade e Liquidez adequadas.

É importante dizer que, agora com a queda dos juros, fica mais importante o investidor buscar a diversificação dos seus investimentos e não apostar suas fichas em apenas um tipo um produto.

Se ainda não se sente seguro para agir você pode contar com ajuda de uma assessoria de investimentos gratuita, se desejar fale comigo para saber mais!

Lucas Carulice

Lucas Carulice, ávido estudioso sobre educação financeira, investimentos e comportamento humano. Assessor de Investimentos do Eu Quero Investir, graduado em Administração de empresas, certificado pelo ISC – International School of Coaching como Master Coach Financeiro e credenciado na CVM pela Ancord. Acumulo mais de 10 mil horas de atendimento no mercado financeiro com a missão de ajudar as pessoas a investirem melhor seus recursos.
Me envie um e-mail, ou me chame no WhatsApp! O meu número é 47 9 9946-6814 e o meu e-mail é lucas.carulice@euqueroinvestir.com

Artigos Relacionados

Close