Pandemia: lA é nova arma do governo para monitorar contaminação

Marcello Sigwalt
null

Crédito: Site: Instituto Lado a Lado pela Vida

A partir dessa semana, o Ministério da Saúde pretende lançar mão da Inteligência Artificial (IA) para monitorar mais rapidamente a evolução da Covid-19 no país, informou o site Terra.

Disparos em massa

A pasta anunciou que, a partir dessa semana, serão feitos disparos em massa de ligações, visando monitorar os riscos de contaminação entre a população.

O anúncio – divulgado na noite dessa terça-feira (31), pelo ministro Luiz Henrique Mandetta – também tem por objetivo evitar a sobrecarga do sistema de saúde, em razão da pandemia.

Grande Data Center

“Podemos utilizar um algoritmo com disparo de ligações para 125 milhões de brasileiros, a partir de um grande data center”, explicou o ministro, em coletiva concedida no Palácio do Planalto.

Para melhor entendimento do mecanismo pelos usuários, Mandetta explicou que “ao receberem as ligações, não se espantem, mas vão respondendo às perguntas, que vamos acompanhar”.

Triagem telefônica

Munido das respostas, prossegue Mandetta, o sistema de inteligência artificial vai fazer a triagem e combinar com a pessoa um prazo de retorno, que pode ser de oito, dez ou 12 horas, dependendo do caso”.

Com base no conjunto dessas informações, explica o ministro, o governo poderá antecipar “quem é do grupo de risco, quem teve contato com quem, entre outras informações estratégicas”.

“Zonas quentes”

A iniciativa vai permitir, ainda, rastrear o perfil das pessoas e identificar “zonas quentes” de contaminação pelo País, o que seria uma forma de o Executivo acompanhar antecipadamente a trajetória do vírus no país.