Pandemia de coronavírus está evoluindo de forma mais controlada no Brasil, diz estudo

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Um grupo de especialistas da PUC-RJ e da Fiocruz divulgou uma nota técnica informando que a pandemia de coronavírus está evoluindo de forma mais controlada no Brasil do que em outros países.

Segundo a nota elaborada pelo grupo e publicada pelo Estadão Conteúdo, as previsões dos dias 21 e 22 de março indicavam um cenário pessimista para o Brasil, mas, nos dois dias subsequentes, se encaixaram no cenário mediano, previsão que se manteve entre os dias 24 e 30, quando chegou até a ser considerada otimista.

Os técnicos não souberam precisar, no entanto, se a alteração na projeção da evolução da pandemia da Covid-19 no País se alterou por conta da eficácia nas medidas de prevenção, como o isolamento social, ou pela demora para sair os resultados dos testes.

De acordo com a reportagem do Estadão Conteúdo desta quinta-feira (2), somente em São Paulo, Estado com maior número de casos registrados de coronavírus, há mais de 10 mil exames na fila aguardando confirmação da doença.

Assinado por 14 especialistas, o trabalho ressaltou que “embora parte desse efeito possa se dever às medidas de contenção, ressalta-se que o Brasil apresenta duas dificuldades na mensuração do total de casos positivos identificados: ausência de uma política de testagem ampla e atraso na obtenção dos resultados e notificações”.

Mandetta confirma dificuldades

Em sua mais recente entrevista coletiva, Luiz Henrique Mandetta, ministro da Saúde e principal nome do governo brasileiro na luta contra a pandemia de coronavírus, confirmou o que o estudo da PUC-RJ e da Fiocruz apontou.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

O ministro projetou um aumento no número de casos confirmados e a consequente diminuição de testes que ainda esperam por resultado com a automação dos mesmos.

“Vai começar a ter um aumento de casos confirmados. O que significa esse aumento? A testagem que está represada estamos começando a fazer com máquinas em automático. Vamos ter mega máquinas automatizadas. Esses números vão crescer muito. Hoje nós já temos o início do gráfico. Até o fim da semana que vem vocês vão ver muitos casos confirmados”, alertou.

Sem se importar com o fato de o presidente Jair Bolsonaro ser contra as medidas de contenção e de isolamento social, Mandetta reiterou que essa é a única forma de manter o País o mais afastado possível do cenário que atingiu China, Itália, Espanha e Estados Unidos.

“Se você aumenta o número de casos, a taxa de letalidade cai. Hoje, o número de casos confirmados está muito menor do que aquele que está circulando dentro da nossa sociedade, o que aumenta, e muito, a necessidade de a gente ter muito mais cuidado para segurar, porque se não tivéssemos esse cuidado, provavelmente hoje teríamos espiral de casos”.

Coronavoucher: IPEA aponta que 18% dos brasileiros que receberão auxílio “são invisíveis”

Futebol: TV interrompe pagamento de cotas e aumenta drama de clubes no Brasil