Panamá e Ilhas Cayman serão inclusos pela UE na lista de paraísos fiscais

Jéssica De Paula Alves
Jornalista e produtora de conteúdo
1

Crédito: pixabay

Fontes em Bruxelas disseram à AFP que os 27 países membros da União Europeia incluirão o Panamá e as Ilhas Cayman do Caribe Britânico em seus paraísos fiscais. A confirmação ocorre duas semanas após o Brexit.

Segundo essas fontes, o Panamá foi removido da lista suja da UE em 2018, depois de trabalhar em reformas. Mas o país está de volta porque não atende a certos critérios.

As Ilhas Cayman são particularmente criticadas porque sua legislação ajuda a construir estruturas extraterritoriais.

Ferramenta ajuda na escolha de suas ações de acordo com balanços

Atualmente, a União Europeia possui oito países ou jurisdições: Samoa, Fiji, Guam, Omã, Samoa, Trinidad e Tobago, Ilhas Virgens Americanas e Vanuatu. Os países desta lista estão sujeitos a sanções muito limitadas, porque planeja congelar e pode receber seus fundos europeus.