PagSeguro: lucro líquido tem queda de 23,1%

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Divulgação

A empresa de meio de pagamento PagSeguro registrou queda de 23,1% no lucro líquido contábil do terceiro trimestre de 2020.

O balanço da empresa foi divulgado nesta quinta-feira, apontando lucro líquido de R$ 264,4 milhões.

Já o lucro ajustado no período foi de R$ R$ 330,4 milhões. Ou seja, redução de 15,3% ante um ano antes.

Perdeu a Money Week?
Todos os painéis estão disponíveis gratuitamente!

O lucro antes dos impostos da PagSeguro foi de R$ 352,2 milhões no 3TRI20. Houve redução de R$ 115,9 milhões, ou 24,8%, no comparativbo com o mesmo período de 2019.

Receitas sobem 21%

O volume total transacionado pela PagSeguro no terceiro trimestre por meio das maquininhas subiu 52,5% em relação ao 3TRI19 para R$ 44,8 bilhões.

As receitas totais da empresa somaram R$ 1,781 bilhão no 3TRI20. Ou seja, aumento de 21,8% em comparação com igual período de 2019.

A PagSeguro destacou que o PagBank terminou o terceiro trimestre de 2020 com 6,7 milhões de clientes ativos.

Assim, houve um aumento de 1,8 milhão clientes em relação ao trimestre anterior. Quase meio milhão são comerciantes.

A empresa também informou que os pagamentos com débito, impulsionados pelo auxílio emergencial, cresceram em ritmo mais acelerado do que as transações feitas com cartão de crédito.

Despesas da PagSeguro aumentam

As despesas totais somaram R$ 1,429 bilhão nos três meses findos em 30 de setembro de 2020.

Assim, houve aumento de R$ 434,5 milhões, ou 43,7%, a partir dos R$ 994,8 milhões dos três meses findos em 30 de setembro de 2019.

O caixa da PagSeguro no fim de setembro de 2020 totalizou R$ 1,404 bilhão.