Pablo Spyer: próximos 30 dias serão de turbulência e incertezas no mercado

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Divulgação

Os próximos 30 dias serão de turbulência e incertezas no mercado. Essa é a avaliação do novo diretor de operações da EQI, Pablo Spyer, que diz ainda que todo o ano de 2021 deve ser de mais aversão ao risco.

Em entrevista à Exame Invest, publicada nesta quinta-feira (11), ele disse que a preocupação com a inflação dos Estados Unidos neste momento é unânime no mercado. Assim, o Federal Reserve pode subir os juros a qualquer momento e interromper os estímulos.

“Se a inflação vier, os estímulos vão ter que parar na hora. Ninguém vai ficar injetando dinheiro na economia com a inflação comendo solta”, pontuou Pablo Spyer em entrevista à Exame Invest.

Não Perca! Começa hoje o evento que vai transformar sua visão sobre Fundos de Investimento Imobiliário

Os trilhões de dólares injetados pelas principais potências mundiais para salvar as economias da crise está trazendo uma forte preocupação, pois boa parte desse dinheiro foi guardada pelo cidadão. “Nunca vi americano com tanto dinheiro em caixa quanto agora. Também nunca vi uma unanimidade tão grande lá fora de que vai ter uma inflação a qualquer momento”, afirmou o diretor da EQI.

Assim, segundo ele, o Brasil pode sentir os reflexos desse momento econômico global.

De acordo com Pablo Spyer, o mercado acredita que eventualmente o Federal Reserve dos EUA possa retirar o forward guidance e subir os juros. A exemplo do que foi feito no Brasil, quando o BC retirou o forward guidance, abrindo margem para a subida de juros por aqui.

Mudanças para o investidor

O cenário de mais incertezas, segundo Pablo, pode atrapalhar um pouco o novo investidor, mas o momento pode ser compensado pelo amadurecimento do investidor brasileiro.

“Acho que houve um processo de amadurecimento, do qual a EQI faz parte. O investidor viu que pode sair dos bancos, não tem que ficar preso nos bancões, porque hoje existem assessores de investimentos de qualidade que podem ajudar a escolher produtos em um universo de investimentos bem mais sofisticado e diversificado do que antigamente”, diz Pablo.

Os desafios de Pablo Spyer na EQI

Após uma década como diretor de operações da corretora coreana Mirae Asset, Pablo Spyer falou à Exame que está muito animado para integrar o time da EQI.

“Depois do sucesso do Touro de Ouro, muitas casas vieram atrás de mim querendo contratar meu passe. Escolhi a EQI porque ela tem uma tecnologia muito mais moderna do que todas as corretoras. Não é atoa que o BTG a comprou da concorrência”, afirmou ele.

“A qualidade, tecnologia que eles têm aqui e a solidez do BTG, além do projeto, tudo isso me atraiu muito. Estou satisfeito porque vou conseguir entregar um serviço de qualidade para o pessoal que me acompanha”, afirma Pablo que tem 450 mil seguidores [entre perfil do Instagram e Twitter], além da lista do WhatsApp.

Anunciado na última segunda-feira como diretor da EQI, Pablo terá como um dos primeiros desafios a obtenção das certificações necessárias para que possa operar como uma “corretora light”, que será buscada junto com o sócio BTG (BPAC11). Esta é uma operação que ainda está pendente de uma autorização do Banco Central (BC).