Os próximos passos da defesa de Lula

Patrícia Auth
Patrícia Auth é jornalista formada pela Univali de Itajaí/SC. Trabalhou em impressos, como o Jornal de Santa Catarina, e também, como repórter na Rede Record e RBS TV. É casada, mãe da Lívia e adoradora de boa música e gastronomia.Na equipe EuQueroInvestir, é responsável pela produção de vídeos, e também escreve e edita artigos para o site.Entre em contato com a Patrícia pelo e-mail: patricia.auth@euqueroinvestir.com
1

Foto: img-capa

A prisão do ex-presidente Luiz Inácio da Silva (PT) está mais parecendo aquelas novelas mexicanas longe de um final. A cada dia, um novo capítulo dramático. O juiz Sérgio Moro deu o veredito: Lula tem até as 17h de sexta-feira (06/04) para se apresentar na Polícia Federal. Fato que só ocorreu mais de 24 horas depois. Lula não quer saber de cadeia e tem colocado sua defesa – e o Supremo Tribunal Federal (STF) –  para trabalhar.

[box type=”info” align=”” class=”” width=””]Apesar da rejeição dos desembargadores, os advogados do petista ainda podem entrar com embargos secundários no próprio TRF-4. Pela atual jurisprudência do STF, é possível determinar o início do cumprimento da pena de um réu depois de esgotados os recursos em segunda instância.[/box]

Além disso, a defesa de Lula ainda pode tentar reverter a decisão atual em instâncias superiores. “Vai haver julgamento dos segundos embargos de declaração no TRF-4 e, a partir daí, o processo se bifurca. Interpõe-se, simultaneamente, um recurso chamado especial para o STJ e outro chamado extraordinário ao Supremo, buscando, no primeiro, correções que digam respeito à lei infraconstitucional, e no STF, correções de natureza constitucional. É possível, uma vez conhecido o recurso, pedir uma cautelar para obter efeito suspensivo, que, na prática, seria coloca-lo em liberdade”, explicou o advogado e professor da UERJ e FGV-SP durante entrevista no programa Conexão Brasília.

[banner id=”teste-perfil”]

Meios existem, mas uma eventual mudança na atual jurisprudência do STF não é algo nada simples. É luta, meu companheiro! Mesmo com o ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal, tendo sinalizado a discussão da prisão em segunda instância, não é certo que o pedido se confirme e vire tema de votação na pauta da próxima quarta-feira (11).

Em resumo, o destino de Lula está, novamente, nas mãos do STF. Cabe saber, agora, se Rosa Weber pode atrapalhar seus planos de novo, ou não.

 

 

O que fazer agora

O primeiro passo sempre será conhecer seus limites, sua tolerância a risco. Não entender seus próprios limites pode levá-lo a tomar as piores decisões com seus investimentos.

Por este motivo, sugerimos que todo investidor - experiente ou iniciante - conheça seu perfil. Se busca obter ganhos mais altos aceitando certa volatilidade ou se prefere maior segurança com retornos garantidos.

Entender mais profundamente o seu perfil como investidor e seus objetivos quanto a prazos de investimentos é uma tarefa um pouco mais sofisticada. É preciso considerar histórico como investidor, fatores pessoais e até profissionais que um teste da internet não considera.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Nossa equipe pode te ajudar a avaliar seu perfil de investidor.

O primeiro passo é uma conversa de 5 a 10 minutos com um membro da nossa equipe para levantar as primeiras informações e então agendar a conversa com um especialista no mercado de Investimentos.

É ele quem vai se aprofundar no seu histórico como investidor, seu momento de vida, seus planos futuros e então te indicar para produtos recomendados para seu perfil de investidor.

Confirme seus dados no formulário abaixo e nossa equipe vai entrar em contato com você para fazer a avaliação de seu perfil de investidor e bater com sua atual carteira de investimentos.