Os 10 erros financeiros que você não deve cometer

Patrícia Auth
Patrícia Auth é jornalista formada pela Univali de Itajaí/SC. Trabalhou em impressos, como o Jornal de Santa Catarina, e também, como repórter na Rede Record e RBS TV. É casada, mãe da Lívia e adoradora de boa música e gastronomia.Na equipe EuQueroInvestir, é responsável pela produção de vídeos, e também escreve e edita artigos para o site.Entre em contato com a Patrícia pelo e-mail: patricia.auth@euqueroinvestir.com
1

Foto: img-capa

Quem não sonha com uma vida estável e uma conta “gorda” não é mesmo? Ter uma vida financeira tranquila, para algumas pessoas, resume-se em economizar, investir e evitar dívidas. Veja aqui os 10 erros financeiros que você não deve cometer.

Isso é fundamental, mas, não o bastante!

O site de notícias americano, Bussiness Insider, fez uma lista de erros que não podem ser cometidos por quem pensa ou sonho em ser milionário.

#nunca #never #jamais

[tie_list type=”thumbdown”]

  • Gastar mais do que ganha

Não precisa ser muito bom em matemática para saber que essa conta não fecha. Gastar demais significa a ruína da sua vida financeira. Quando chega a fatura do cartão de crédito anunciando um valor assustador, por exemplo, muita gente usa como argumento que está ganhando pouco, quando a verdade é que está gastando muito.

  • Trabalhar sem pensar no futuro da carreira

Jamais trabalhe apenas para garantir o salário no fim do mês. É preciso traçar uma meta, criar um plano profissional, sair da zona de conforto. Contentar-se com o que ganha atualmente não o tornará um milionário. Mostre trabalho e aproveite as oportunidades. Ah! E se não está satisfeito, peça demissão, mas nunca antes de ter um outro emprego garantido.

  • Afogar-se em dívidas

Tente quitar as dívidas o quanto antes para evitar o acúmulo de juros. Quanto mais for deixando para depois, mas enrolado você ficará. E se você não tem dívidas, não caia em tentação.

  • Esperar demais para investir

Comece a investir o seu dinheiro o quanto antes. Por quê? Porque a quantia investida, a taxa de rentabilidade e o tempo que você deixará a renda aplicada determinam o sucesso do seu investimento. Assim, quanto mais cedo você começar a investir, menor será o valor que você terá que aplicar por mês para ter um bom patrimônio no futuro.

  • Não pensar em economizar

Não economizar significa progresso financeiro zero. Coloque uma meta: comece guardando 10% de sua renda e aos poucos vá aumentando esse valor.

  • Casar-se com a pessoa errada

Eis um item polêmico. Ruína financeira no relacionamento envolve duas questões: casar-se com uma pessoa que gasta demais e o divórcio. Casal com bons hábitos financeiros enriquece em companheirismo. Agora, se um deles gasta demais, as dívidas começam a aparecer e as brigas também. O resultado é o divórcio, que balança ainda mais as finanças, já que o patrimônio é dividido. Portanto, uma vez casados, permaneçam casados e tomem decisões como um casal.

  • Não ter seguro suficientes

Seguros servem como fundo de emergência e cobrem coisas que você não tem economias para pagar, como acidentes, por exemplo. Entre os seguros recomendados estão: de carro, de casa, de vida e saúde.

  • Não fazer um testamento

Você sabia que se não tiver um testamento, quem decide para onde vai as suas finanças, após a morte, é o estado? Sim! Por isso, faça um testamento e mantenha-o atualizado.

  • Não ter um fundo de emergência

Fundo financeiro é uma boa alternativa para resolver problemas inesperados. Exemplo: carro que estraga, dente que quebra, encanamento da casa que estoura… Se você não tem dinheiro guardado, terá que pegar emprestado e aí sabe, né? Juros e mais juros.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

  • Não fazer o teste de perfil

Investir sem saber se aquele é o melhor investimento para você é um “tiro no pé”. Para se sentir seguro, você precisa descobrir o seu perfil de investidor: conservador, moderador ou agressivo. E nisso, nós podemos ajudar! Faça o teste de graça clicando abaixo.

[/tie_list]

 

[banner id=”teste-perfil”]

Não importa qual seja a sua condição atual. Como ou onde você cresceu, que tipo de educação você teve… Você pode ser bem-sucedido se escolher se empenhar. Espírito, coragem e força de vontade são o que mais importa quando você começa. – Jack Ma

O que fazer agora

O primeiro passo sempre será conhecer seus limites, sua tolerância a risco. Não entender seus próprios limites pode levá-lo a tomar as piores decisões com seus investimentos.

Por este motivo, sugerimos que todo investidor - experiente ou iniciante - conheça seu perfil. Se busca obter ganhos mais altos aceitando certa volatilidade ou se prefere maior segurança com retornos garantidos.

Entender mais profundamente o seu perfil como investidor e seus objetivos quanto a prazos de investimentos é uma tarefa um pouco mais sofisticada. É preciso considerar histórico como investidor, fatores pessoais e até profissionais que um teste da internet não considera.

Nossa equipe pode te ajudar a avaliar seu perfil de investidor.

O primeiro passo é uma conversa de 5 a 10 minutos com um membro da nossa equipe para levantar as primeiras informações e então agendar a conversa com um especialista no mercado de Investimentos.

É ele quem vai se aprofundar no seu histórico como investidor, seu momento de vida, seus planos futuros e então te indicar para produtos recomendados para seu perfil de investidor.

Confirme seus dados no formulário abaixo e nossa equipe vai entrar em contato com você para fazer a avaliação de seu perfil de investidor e bater com sua atual carteira de investimentos.