Opinião: Brasil não é para amadores

Filipe Teixeira
null

Reforma da Previdência desidratou perigosamente na votação em primeiro turno no Senado.

Certa vez Tom Jobim disse: “o Brasil não é para principiantes”. Ao longo do tempo a frase ganhou uma pequena variação: o Brasil não é para amadores, tornando-se uma espécie de mantra para a política tupiniquim.

E toda vez que tentamos olhar para o país com uma certa dose de otimismo e lentes “verdes” de esperança, imaginando que finalmente tudo mudará para melhor, eis que a “profecia” ressurge, colocando as coisas em seus devidos lugares.

versão gauchesca do conceito de Tom Jobim, afirma que “ovelha não é para mato”, mas fiquemos com a primeira, mais poética…

Após adiar a PEC da Previdência para mancomunar-se com seus colegas senadores e irem juntos, pressionar o STF para livrar a cara de Fernando Bezerra (investigado pela PF), o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, teve a audácia de culpar o governo por seu completo amadorismo na condução da votação dos destaques da Reforma, que diminuíram o impacto fiscal em R$76 bilhões em dez anos.

O texto principal foi aprovado por 56×19, contrariando os prognósticos de que a aprovação seria por mais de 60 votos. Alguns se ausentaram, outros abandonaram a sessão tão logo o painel de votação se iniciou e outros, como o líder da maioria na bancada, Eduardo Braga (MDB), simplesmente viraram a casaca.

Senadores do norte e nordeste, os “paraíbas”, nas infelizes palavras de Jair Bolsonaro, pressionaram e muito ao longo do dia, exigindo mais recursos da cessão onerosa, ameaçando boicotar o segundo turno da votação, previsto para a semana que vem.

De olho nas eleições de 2020

Acontece que na Câmara, os deputados tentam pegar, por meio de emendas, fatias maiores do leilão da cessão onerosa, aos municípios, visto que já estão de olho nas eleições municipais do ano que vem.

Inicialmente projetada em R$ 933 bilhões, quando saiu da Câmara, a economia em 10 anos desidratou na CCJ, passando para R$ 876 bilhões. Com a manutenção do abono salarial obtido ontem no Senado, a estimativa já bateu na casa dos R$800 bilhões.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Resta ainda a PEC paralela à Reforma, que ficará para depois e pode incluir estados e municípios, como última tentativa de se correr atrás do prejuízo, mas dado todo o desgaste político em torno do assunto, as chances não são nada boas para o governo.

Hard times are coming

Os ventos vindos de NY não são mais animadores e as declarações de Donald Trump, não são menos amadoras.

O risco de recessão nos EUA não pode mais ser varrido para baixo do tapete, como vem fazendo Trump nos últimos meses, também de olho, a exemplo dos nefastos deputados brasileiros, nas eleições do ano que vem.

Após 10 anos de forte expansão e recordes em Wall Street, o forte recuo da atividade industrial revelado ontem, pode ser a deixa para a correção nas bolsas, que também vinha sendo empurrado com a barriga por algum tempo.

Interessante portanto, observar o comportamento do ouro, iene e franco suíço                a partir de hoje.

O fantasma da recessão é de fato assustador, e quanto mais negarmos sua existência, maior será o tamanho do susto ali na frente. Ainda bem que você é uma pessoa bem informada e acompanha os materiais da Wisir, que falam sobre a possibilidade de recessão há alguns meses.

Não colou

Falando em empurrar com a barriga, o encurralado Boris Johnson (que tentou emplacar uma mal sucedida saída “no deal”) deve divulgar um novo plano de saída do bloco da União Europeia, deixando a Irlanda do Norte ligada ao bloco até 2025.

Não vai ter golpe II – A missão

Em sua conta no Twitter, Donald Trump disse que o processo de impeachment em curso na Câmara é, na verdade, uma tentativa de “golpe” imposta pelo Partido Democrata contra o seu governo.

“Chego à conclusão de que o que está ocorrendo não é um impeachment, é um golpe destinado a tirar o poder das pessoas, o seu voto, as suas liberdades, sua Segunda Emenda, religião, Forças Armadas, muro de fronteiras e seus direitos dados por Deus como cidadão dos Estados Unidos da América!”, tuitou o presidente dos EUA.

Esse discurso te lembra de algo?

Que lambança!

A presidente Mercedes Aráoz, nomeada pelo Parlamento oposicionista dissolvido pelo presidente que não é mais presidente, Martín Vizcarra, renunciou ao cargo e pediu a convocação de eleições presidenciais “no menor tempo possível”, tentando dar um jeito na confusão política em que o Peru “se meteu”.

Entendeu? Eu também não!

Lá do céu, entre um poema e uma nova obra prima da bossa nova, Antônio Carlos Jobim deve estar pensando que sua frase genial, subestimou a capacidade estrangeira de “abrasileirar” suas questões políticas.

Afinal de contas, o Brasil e a política, não são para principiantes e amadores.

Receba os conteúdos da Wisir Research em seu e-mail

Morning call: http://wisir.rds.land/morning-call

Mini contratos: http://wisir.rds.land/mini-contratos

Carteira semanal: http://wisir.rds.land/carteira-semanal

Carteira mensal: http://wisir.rds.land/carteira-mensal

Revista Wisir: http://wisir.rds.land/revista-wisir


Aproveite as oportunidades e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Preencha seus dados abaixo e conte com especialistas para ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374