Fiquei milionário: onde investir um patrimônio de R$ 1 milhão?

Ronaldo Araújo
Ex-assessor de investimentos agora atuante no marketing digital; habilidades em produção de conteúdo, copywriting e gestão de tráfego pago, com proficiência no gerenciador de negócios do Facebook e campanhas no Google Ads.
1

Foto: Onde investir R$ 1 milhão?

Atingir R$ 1 milhão está na lista de sonhos da maior parte dos brasileiros, mas onde investir quando essa meta é atingida? O objetivo deste artigo é explicar as opções e vantagens em investir R$ 1 milhão ou mais.

O primeiro passo antes de investir é definir a liquidez das aplicações. Em outras palavras, em quanto tempo vai usar o dinheiro ou quanto precisa retirar mensalmente. 

Em seguida é importante saber o seu perfil de investidor. Mas não se preocupe: vamos ver com detalhes como fazer nesse artigo.

Aprenda hoje a investir em Small Caps e encontre as oportunidades escondidas na Bolsa.

Você sabe qual é o seu perfil de investidor?

Se ainda não sabe, essa é a hora de descobrir! Faça o nosso teste de graça, aqui mesmo no site.

Montar uma estratégia de investimentos para R$ 1 milhão é parecido quando pensamos em R$ 100 mil ou R$ 10 milhões. Porém, ter mais dinheiro lhe concede algumas vantagens. Uma delas é o benefício de que você pode ser considerado um investidor qualificado ou profissional. Aliás, você sabe o que é isso?

Em resumo, segundo a classificação da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), uma pessoa física ou jurídica que possui aplicações financeiras em valor igual ou superior a R$ 1 milhão é considerado um investidor qualificado.

Já um investidor que possui aplicações financeiras em valor igual ou superior a R$ 10 milhões é classificado como investidor profissional. Essas atribuições ampliam o acesso a investimentos restritos e com maior rentabilidade. Alguns até são isentos de imposto de renda.

Para investir R$ 1 milhão é interessante dividir seu patrimônio em três partes pelo menos:

  1. Reserva de emergência (curto prazo): problemas de saúde, perder o emprego e despesas não planejadas em uma viagem são exemplos de uso da reserva. Nesse valor consideramos de seis a doze vezes a sua renda mensal.
  2. Aquisições planejadas (médio prazo): nessa parte vamos detalhar a compra futura de um imóvel, automóvel, viagem internacional e educação dos filhos, por exemplo. Como são objetivos de médio e longo prazo, pode-se fazer aportes mensais para completar o valor desejado.
  3. Aposentadoria (longo prazo): a reserva financeira pensando na tranquilidade futura é indispensável. Definir a data que pretende parar de trabalhar ou diminuir o ritmo vai permitir planejar a sua renda mensal. Para esse objetivo, é indicado investir ao menos entre 10% e 20% da sua renda mensal bruta.

Existem opções seguras fora da garantia do FGC?

O Fundo Garantidor de Créditos (FGC) é uma entidade não governamental que garante a recuperação de investimentos de até R$ 250 mil por pessoa e por instituição em caso de perdas. Buscar opções como Tesouro Direto, fundos de investimentos, debêntures, CRIs e CRAs também são alternativas para diversificação além das protegidas pelo FGC.

Como investir de acordo com o prazo?

A maior parte dos brasileiros possui um perfil conservador. Com base nisso, que as opções para investir foram escolhidas, visando proteção e rentabilidade acima da média.

  1. Curto prazo: a liquidez deve prevalecer nesses investimentos. Então, fundos DI, Tesouro Selic, poupança e CDBs de liquidez diária são boas opções e permitem resgate rápido.
  2. Médio prazo: para resgates com prazo superior a um ano, é interessante trabalhar com CDBs pré fixados e IPCA+, Letras de Câmbio, Fundos Multimercados e Certificados de operações estruturadas (COE), por exemplo.
  3. Longo prazo: debêntures Incentivadas (isenta de I.R), CRIs e CRAs, fundos de ações e Fundos Imobiliários. Com um horizonte de tempo mais longo, algumas soluções como ter uma conta no exterior ou um plano previdência complementar se tornam viáveis. Com o mecanismo das previdências é possível fazer um planejamento fiscal e sucessório nas aplicações fora do Brasil. Além de reduzir o risco país, é possível ter algumas vantagens, entre elas até cartão de crédito internacional sem IOF.

Como garantir que seus planos serão concluídos?

“Alguém está sentado na sombra hoje porque uma árvore foi plantada há muito tempo” –  Warren Buffett

Um milhão de reais, casa, carro, viagens, estudo dos filhos e aposentadoria são apenas alguns exemplos que aparecem na lista de desejos de qualquer pessoa. Tão importante quanto aplicar nos lugares certos é garantir que seus planos sejam assegurados.

Uma boa diversificação na hora de investir conta com soluções personalizadas que blindam o patrimônio em qualquer situação adversa de um planejamento pessoal.

Qual é o próximo passo para investir R$ 1 milhão ou mais?

Analisar o cenário macroeconômico e estudar as opções disponíveis no mercado são fundamentais para investir. A falta de tempo para adquirir o conhecimento necessário faz com que muitas pessoas não conheçam as melhores soluções. 

Ter uma boa assessoria para auxiliar na tomada de decisões é fundamental. Além de poupar tempo, gera um aumento significativo de rentabilidade. Por isso, disponibilizamos a melhor assessoria do Brasil sem custo para você.