Onde investir durante a crise?

O Brasil ainda não saiu completamente da recessão econômica e o mundo parece se preparar para uma crise global. Porém, os investidores bem sucedidos sabem onde investir durante a crise.

Carlos Henrique de S. e Silva
Possuo certificação ANCORD (Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras) para atuar como assessor de investimentos. Atuo há mais de 2 anos como assessor credenciado à XP Investimentos e já assessorei mais de 300 clientes a investirem melhor os seus recursos. Decidi trabalhar nessa área pelo grande potencial de crescimento profissional e pela possibilidade de ensinar as pessoas a investirem melhor. Sou sócio da EQI Investimentos e tenho formação em Gestão Financeira. Atualmente conto com uma equipe de assessores e um grupo seleto de clientes atendidos diretamente por mim.
Fundo foto criado por mindandi - br.freepik.com

Crédito: Foto por mindandi - br.freepik.com

O cenário brasileiro é de retomada econômica, estamos saindo da maior crise econômica do século XXI. Entretanto, o cenário externo é de desaceleração: EUA, China e muitos países da União Européia estão ajustando suas economias para uma recessão global.

Em síntese, a situação econômica brasileira ainda é de crise e a economia global ensaia um recuo. Porém, há investidores que se beneficiam de cenários adversos.

Aprenda como rentabilizar em cenários desfavoráveis ao mercado.

O que ocorre quando há crise econômica?

As chamadas crises econômicas podem ter algumas explicações dependendo de como lidam com a economia local.

Desse modo, os períodos de baixa podem ser decorrentes de uma desaceleração natural, crise política e/ou descontrole financeiro e fiscal de uma região/país.

Para abordarmos da melhor maneira, vamos dissecar cada uma dos tipos citados demostrando causa e efeito.

Crise financeira e fiscal

A ocorrência dessa instabilidade econômica ocorre principalmente quando o país ou região tem mais gastos do que receitas.

Assim como uma pessoa física, quando há mais dívida do que renda, é necessário rever os seus gastos, desse modo elencando, do mais ao menos importante, o que pode ser cortado ou não.

Um exemplo atual é a crise da Argentina, que durante anos teve seus gastos públicos elevados e, desse modo, hoje não consegue honrar as dívidas.

O descontrole argentino fez com que sejam necessários 60 pesos argentinos para comprar US$ 1,00.

Crise política

Países onde o governo interfere na economia tendem a ter problemas no controle econômico.

Países com um sistema mais liberal tendem a regular de maneira natural os ciclos econômicos priorizando a oferta e demanda do mercado para ajustar preços.

Dessa maneira, podemos ter como exemplo a Venezuela, economia autocrática sem nenhuma liberdade econômica e com inflação e juros completamente fora de controle.

 Desaceleração da economia

Economia

Vetor criado por fullvector – br.freepik.com

Já não é de hoje que ouvimos rumores de uma desaceleração global dos países desenvolvidos. Isso é um fator natural de economias desenvolvidas bem como Estados Unidos, Alemanha, Reino Unido, China entre outras.

A desaceleração ocorre como um ciclo, há um momento de crescimento, seguido de maturação, desaceleração e declínio.

Em síntese, países como os EUA e a união europeia estão reduzindo seus juros e comprando ativos no mercado antecipando uma recessão econômica. A China, por sua vez, tem uma redução na sua atividade industrial.

As melhores estratégias para crises

Crise

Vetor criado por rawpixel.com – br.freepik.com

Existem investidores que só operam em momentos de Bear Market (termo usado para o mercado de baixa) e investidores que protegem suas posições para fugir de grandes oscilações no mercado.

Estratégias vendidas em ações

Uma famosa Short-Seller (termo usado para investidores que entram vendidos em ações) é Fahmi Quadir. Essa americana ganhou muito dinheiro com o caso da Farmacêutica Valeant nos EUA apostando na queda das ações da empresa.

Entrar short (vendido) serve para que você absorva toda a queda do ativo investido e lucre com isso.

Para exemplificar a operação, você pode entrar vendido em PETR4 ao preço de R$ 27,00. Dessa forma, se o papel vir, hipoteticamente, a valer R$ 20,00 a estratégia rendeu 35% ao investidor na recompra.

Comprar Ouro

Investir em ouro físico e papéis de ouro é uma estratégia bem interessante para se beneficiar de momentos de crise global.

Conseguimos perceber um aumento do valor do ouro quando há rumor de crise mundial.

Um exemplo é a Trade War entre EUA e China que vem deixando os mercados voláteis.

As bolsas mundiais oscilam e nesse ínterim o ouro teve valorização de 17% nos últimos 90 dias.

Hedge e baixa correlação

Nem só de pessimismo vive o mercado e por conta disso é necessário fazer um hedge, uma proteção, em sua carteira de investimentos.

Em cenários muito adversos, uma das maneiras que ajudam a diminuir oscilações é utilizar uma proteção com uma parte de sua carteira em Dólar Americano por exemplo.

Existe uma correlação inversa do Dólar Americano em relação a Bolsa Brasileira.

Outra maneira de proteger a carteira é investir em fundos Quantitativos. Essas estratégias tendem a ter uma correlação menor comparado aos fundos Multimercados e Ações. Exemplos de fundos quantitativos são o Kadima II FIM, Visia Zarathustra FIC FIM e o Murano FIM.

A estratégia é decorrente do tempo

Tempo investimentos

Foto por rawpixel.com – br.freepik.com

As alternativas de rentabilidade em cenários de baixa, como os cenários de alta, dependem do tempo.

Não é necessário se proteger ou investir na baixa para rentabilizar sua carteira de investimentos. O seu horizonte de investimentos é o que ditará suas estratégias.

Existem investidores, como o Henrique Bredda e o Luiz Alves Paes de Barros, ambos sócios da gestora Alaska Black, que acreditam em posições compradas no longo prazo quase que ignorando oscilações de curto prazo.

Em suma, você pode ser um investidor que entende os ciclos do mercado e os momentos de crise e crescimento se posicionando sempre da melhor maneira em ambos. Basta entender seu perfil de investidor.

Entretanto, caso não esteja familiarizado com as estratégias acima, busque o auxílio de um profissional.

Quando, onde e quanto investir

O teste de perfil de investidor criado pela equipe da Euqueroinvestir.com pode ser usado como base para você identificar seu perfil como investidor: conservador, moderado ou agressivo.

Conhecer o próprio perfil como investidor e ter claro o objetivo com os investimentos, é a base para identificar os melhores investimentos, afinal, não existe o melhor investimento, o que existe é o melhor investimento para o perfil e objetivo do investidor.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

No entanto, o teste de perfil é só o começo, o primeiro passo em sua caminhada enquanto investidor. Entender mais profundamente seu perfil e ter claro os objetivos quanto a prazos de investimentos, é uma tarefa um pouco mais sofisticada e exige uma análise mais criteriosa.