Omega (OMGE3) reporta lucro de R$ 37,6 mi no 3TRI, alta de 19%

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: Omega

A Omega Geração (OMGE3) registrou, no terceiro trimestre de 2020, um lucro líquido de R$ 37,6 milhões.

Esse valor corresponde a um avanço de 19% sobre os lucros do mesmo período de 2019.

Segundo a Omega, o avanço nos lucros se deu, sobretudo, às melhores condições climáticas nos Complexos Delta e Assuruá.

Confira os melhores momentos da Money Week

No trimestre anterior, a Companhia havia registrado um prejuízo de R$ 30,7 milhões.

O resultado financeiro foi uma despesa de R$ 95,6 milhões enquanto que, um ano antes, o resultado foi negativo em R$ 100,9 milhões.

Em 30 Setembro 2020, a Companhia possuía um ativo total de R$ 8,86 bilhões e um patrimônio líquido de R$ 3,77 bilhões.

Receita avança 10%

A receita líquida entre julho e setembro atingiu R$ 314,4 milhões. Comparado ao mesmo trimestre de 2019 (R$ 284,9 milhões), a receita líquida avançou 10%.

Em relação ao trimestre anterior, a receita avançou 56%, principalmente em razão das melhores condições climáticas nos ativos eólicos e solares da Omega.

No acumulado de 2020, a Omega registra uma receita de R$ 708,9 milhões, alta de 4% no anol.

Ebitda

O Ebitda (lucro antes juros, impostos, amortização e depreciação) ajustado para o terceiro trimestre de 2020 se manteve estável na base anual, com R$ 230,6 milhões.

Já em comparação com o trimestre anterior, o Ebitda saltou 70%.

A margem Ebitda caiu 6,3 pontos percentuais no terceiro trimestre deste ano, alcançando 80,9%.

Caixa e Endividamento

A Companhia informou ainda que encerrou o terceiro trimestre de 2020 com R$ 1,94 bilhão em caixa. Segundo o balanço publicado nesta terça-feira (10), esse caixa será utilizado para concluir as aquisições anunciadas e dar continuidade à estratégia de consolidação.

Já o endividamento bruto ao final de setembro foi de R$ 4,55 bilhões, 5% acima do segundo trimestre de 2020.

A dívida líquida reduziu 25%, totalizando R$ 2,6 bilhões, em função do forte aumento de caixa total, destacou a Companhia.