Omega (OMGE3) tem alta de 19% no lucro no 3TRI20

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 7 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Reprodução/Omega

A Omega (OMGE3) registrou um lucro líquido de R$ 37,6 milhões no terceiro trimestre de 2020, crescimento de 19% em relação ao mesmo período do ano passado.

Conforme a companhia, o resultado foi puxado pelas melhores condições climáticas nos complexos Delta e Assuruá.

Em 2020, o prejuízo líquido totalizou R$ 44,8 milhões, crescimento de 166% no prejuízo.

BDRsDay TradeUnicórnios e novos IPOs.

Hoje é dia de insights para investir em 2021.

O resultado financeiro foi uma despesa de R$ 95,6 milhões, redução de 5% na comparação ano a ano.

Ebitda cresce 1%

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) somou R$ 203,3 milhões no terceiro trimestre de 2020, alta de 1% na comparação anual.

No ano, o Ebitda atingiu R$ 434,4 milhões, um aumento de 20% em relação ao mesmo período de 2019.

Já o Ebitda ajustado totalizou R$ 230,6 milhões, mantendo-se praticamente estável em relação ao mesmo período de 2019.

Enquanto isso, a margem Ebitda atingiu 80,9%, baixa de 6,3 pontos percentuais no terceiro trimestre de 2019.

Receita cresce 10%

A receita líquida da Omega totalizou R$ 314,4 milhões, um aumento de 10% na comparação anual.

De acordo com a companhia, o resultado é fruto principalmente das melhores condições climáticas nos ativos eólicos e solares.

No acumulado do ano, a receita atingiu R$ 708,9 milhões, elevação de 4%.

O lucro bruto de energia subiu 10% no período, atingindo R$ 246,5 milhões.

Dívida

A dívida líquida da Omega encerrou o trimestre em R$ 2,606 bilhões, alta de 32%.

A posição de caixa ficou em R$ 1,944 bilhão, um aumento de 51% em relação ao mesmo trimestre de 2019.

Confira os principais destaques do balanço da Omega: