OMC pede por negociações sobre patentes de vacinas contra Covid-19

Victória Anhesini
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie
1

Crédito: Freepik

O chefe da Organização Mundial do Comércio (OMC), Ngozi Okonjo-Iweala, elogiou o posicionamento dos Estados Unidos a favor da quebra dos direitos de patente sobre as vacinas contra a Covid-19 nesta quinta-feira (6). Ainda mais, fez um apelo para que os membros do órgão iniciem as negociações o mais rápido possível.

A diretora-geral da OMC disse aos estados-membros que “acolheu calorosamente” a disposição dos EUA de negociar. Os assuntos serão tratados com os proponentes da renúncia temporária ao Acordo Sobre os Aspectos dos Direitos de Propriedade Intelectual Relacionados ao Comércio (Trips, na sigla em inglês).

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, saiba quais são as melhores atitudes e aplicações para multiplicá-lo

“Precisamos responder urgentemente à Covid-19, porque o mundo está assistindo e as pessoas estão morrendo”, disse Keith Rockwell. O porta-voz da OMC fez declaração via comunicado após uma reunião a portas fechadas.

“Estou contente que os proponentes estejam preparando uma revisão de sua proposta. Faço um apelo para que coloquem isso sobre a mesa o mais rápido possível para que as negociações baseadas em texto possam começar”, completou.

Conforme a Índia e a África do Sul, haverá revisão da proposta da quebra de patente antes da próxima discussão. Realizada no final de maio, ainda haverá outra reunião formal do Conselho do Trips em 8 e 9 de junho. O informe dos países vem após dez reuniões com membros da OMC e nenhum avanço.

Os Estados Unidos disseram ontem que apoiam a quebra das patentes. Contudo, a representante comercial do país, Katherine Tai, alertou que as negociações levariam tempo.

Planilha de Ativos

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.