A Oi já valeu 21,3 bilhões de reais mas pode ser excluída da bolsa

Felipe Santos Diogo
Economista - Especialista em investimentos (CEA®)
1

Crédito: Reprodução / Canva - moedas de 1 real

A Oi já valeu 21,3 bilhões de reais mas pode ser excluída da bolsa.

  •  Ações que valem menos de 1 real podem sair da B3

Desde 2015, quando iniciaram diversas mudanças na B3 (Bolsa de valores brasileira), os papéis negociados abaixo de R$1,00 são excluídas da bolsa. Apesar da regra deste regulamento, muitas ações ainda são negociadas por centavos. Inclusive existem fundos de investimento e investidores especializados nestes papéis. As chamadas Penny Stocks ou, ações de “tostão”, em tradução livre. Segundo as regras da B3 as ações negociadas abaixo de R$1,00, por 30 dias consecutivos, devem apresentar um plano para o aumento dos preços. Contudo, caso as ações continuem com valor abaixo de R$1,00, por um período de 6 meses, elas serão excluídas.
Porém, exceto os casos de empresas que já entraram com pedido de falência ou sofrem pesados processos judiciais. A solução mais utilizada é o agrupamento das ações. Onde a empresa reduz o número de ativos em circulação, enquanto aumenta proporcionalmente o seu preço de negociação.
  • O investidor pode perder todo o valor investido

Com certeza, a exclusão das ações da Bovespa irá acarretar em prejuízos para o pequeno investidor. Na prática, quando uma empresa é intimada pela Bovespa a fechar seu capital, ocorre uma OPA (Oferta Pública de Aquisição). Neste tipo de negociação, os investidores majoritários fazem uma oferta de compra pelas ações em circulação. Porém, diferente dos IPO’s, quando irá ocorrer a entrada da empresa na bolsa, após a OPA as ações deixam de ser negociadas. Portanto, o prejuízo ocorre porque o investidor minoritário se vê obrigado a vender os ativos, pelo preço de mercado. Ainda, caso não haja compradores para estes ativos, eles viram “pó”. Termo utilizado no mercado que significa que o valor do ativo foi a zero.
  • A Oi já valeu 21,3 bilhões de reais mas pode ser excluída da bolsa

Enquanto o valor da Oi já foi avaliada em 21,3 bilhões em meados de 2012. Hoje (16/10/2019) está avaliada em 3,64 Bilhões. Após o pedido de recuperação judicial, que aconteceu em 2016, cuja dívida seria de R$65 Bilhões. A empresa viu seu preço minguar de forma cumulativa e sistemática. Segundo dados publicados pelo canal de notícias G1, a queda das ações da empresa começaram em 2013, com desvalorização de 49%. Seguidos de uma queda de 76% em 2014 e 77% em 2015.
Confira mais sobre o pedido de recuperação judicial: Notícia G1
Por fim, o canal Valor investe publicou na última semana, um artigo que traz informações sobre uma possível exclusão da empresa da Bovespa. Confira o artigo na íntegra: Artigo Valor Investe. Na última semana os papéis da empresa foram negociados a R$1,05, o que não acontecia desde 2016, quando o valor chegou a R$0,95. Hoje (16) o papel fechou o pregão cotado a R$1,26 e os investidores estão de atentos às possibilidades apresentadas pela empresa.