Oi (OIBR4) informa geração de caixa positiva em R$ 8 milhões

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 7 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Foto: Loja da Oi

A Oi (OIBR4), em recuperação judicial, registrou geração de caixa operacional líquida positiva em R$ 8 milhões no mês de julho deste ano, revertendo o resultado negativo de R$ 69 milhões no mês anterior.

Na comparação com o mês de junho de 2020, os recebimentos registraram aumento de R$ 5 milhões, atingindo o patamar de R$ 2,057 bilhões, enquanto as saídas de caixa com pagamentos e investimentos reduziram em R$ 73 milhões, totalizando R$ 2,048 bilhões conjuntamente.

A rubrica clientes apresentou melhora de R$ 16 milhões em julho de 2020, atingindo R$ 1,477 bilhão, ante arrecadação de R$ 1,461 bilhões em junho.

Já o serviço de uso de rede teve aumento de R$ 3 milhões em julho.

Apenas a rubrica outros recebimentos apresentou redução, totalizando R$ 142 milhões.

Conforme a Oi, a diminuição é explicada pela redução dos recebimento Intercompany de interconexão entre as empresas em recuperação judicial, sendo que o efeito se anula com a rubrica de outros serviços/pagamentos.

Pagamentos

Os pagamentos totalizaram R$ 1,529 bilhão em julho, uma diminuição de 5% na comparação com junho de 2020.

Conforme a Oi, a queda é explicada pelo pagamento de PPR 2019 dos colaboradores desligados, pago em junho de 2020.

Além da redução nos pagamentos de manutenção da planta e alugueis e processamentos de dados.

As operações financeiras tiveram resultado positivo de R$ 759 milhões em julho de 2020, ante entrada de caixa de R$ 186 milhões em junho.

De acordo com a Oi, a variação é referente ao recebimento de BTSA vindo da PT Participações, devido à redução de capital da mesma.

Investimentos

As empresas do grupo Oi investiram R$ 520 milhões em julho de 2020, um aumento de 1,5% em relação ao mês anterior.

Segundo a empresa, o resultado está dentro do plano estratégico de aceleração de investimentos da companhia, principalmente em fibra ótica e de ampliação da rede móvel.