Oi (OIBR3;OIBR4) divulga resultado de proposta de leilão de ativos

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: Oi

Em linha com o plano de recuperação judicial aprovado recentemente pelos credores, a Oi (OIBR3 OIBR4) definiu que venderá as partes da Companhia que compreendem telefonia móvel, data centers, torres, infraestrutura e Tv.

Isso porque uma fatia (que pode chegar a até 50%) deve entrar na venda para ajudar a quitar sua dívida líquida, que ultrapassa R$ 26 bilhões.

Inicialmente, torres e data centers serão leiloados no dia 26 de novembro, como definiu recentemente a Justiça.

Juliano Custódio. Henrique Bredda. Luiz Barsi. Gustavo Cerbasi.

Estamos Ao Vivo!

Desse modo, serão oferecidas 637 torres da telefonia móvel e 222 estruturas em locais como shoppings, por exemplo. O valor é de R$ 1,067 bilhão.

A Highline do Brasil realizou a maior proposta durante processo de M&A e terá o direito de igualar maior oferta durante o processo competitivo judicial.

Já os cinco data centers receberam uma oferta de R$ 325 milhões, R$ 250 milhões à vista e R$ 75 milhões a prazo.

A Piemonte Holding lançou a maior proposta durante processo de M&A e terá o direito de igualar maior oferta durante o processo competitivo judicial.

Sobre a operação de telefonia móvel, a meta é fazer o leilão em meados de dezembro, mas ainda não há uma data definida.

A Oi recebeu oferta de R$ 16,5 bilhões pelo negócio feito pela Telefônica Brasil, TIM e Claro, que fizeram a maior oferta durante o processo de M&A.

Do montante ofertado pelas Companhias, R$ 756 milhões referem-se a serviços de transição a serem prestados pela Oi, além de contratos de longo prazo para serviços de capacidade de transmissão, com valor presente líquido de R$ 819 milhões.

Com essa oferta o grupo terá o direito de igualar maior oferta (Right to to) durante o processo competitivo judicial (Stalking Horse).

Ativos sem propostas

A venda da infraestrutura em fibra está no processo de due diligence, que está sendo realizado pelos potenciais licitantes e deverá terminar em novembro.

A expectativa da empresa é que lances sejam feitos até o final do ano e o leilão aconteça no primeiro trimestre de 2021. O preço mínimo aprovado pelos credores para esse ativo é de R$ 20 bilhões.

A proposta vencedora será definida com base no maior valor de ação, sendo que, no mínimo, R$ 6,5 bilhões em até 3 parcelas como secundária e até R$ 5 bilhões em primária, garantindo, de qualquer forma, pagamento das obrigações de R$ 2,4 bilhões frente à Oi.

A maior oferta durante processo de M&A, poderá ter “Right to Top” no processo competitivo judicial.

Os interessados poderão oferecer como parte do pagamento pela UPI ativos ou recebíveis líquidos e certos (com desconto de 55%).

Por fim, na operação de TV, incluindo infra e equipamentos, clientes e obrigações adjacentes, será realizada a venda de 100% das ações da UPI TV Co.

O preço mínimo estabelecido pela Oi foi de R$ 20 milhões e assunção de compromissos de pagamento pelo uso de capacidade satelital até 2027, desonerando a Oi deste custo anual.

Veja o resumo das operações

grafico-radar-min-1

Resultados do 3TRI20 da Oi

A Oi (OIBR3) reportou prejuízo de R$ 2,63 bilhões no balanço do terceiro trimestre de 2020.

Isso representa uma queda de 54% na comparação com o mesmo período de 2019, com prejuízo de R$ 5,74 bilhões.

No acumulado de 2020, a Companhia registra prejuízo de R$ 12,32 bilhões.

A Oi informou que seus investimentos (Capex) consolidado, levando em conta as operações internacionais, chegaram a R$ 2,01 bilhões.

O valor representa uma redução de 2,6% no comparativo anual e uma queda de 14,4% em relação ao segundo trimestre de 2020.

Leia mais:

BTG mantém postura positiva em relação à Oi (OIBR3) após resultados do 3TRI20

Oi (OIBR3 OIBR4): BTG afirma que plano de recuperação tem “execução impecável”

Oi (OIBR4): leilão de data centers e torres será em 26 de novembro, determina juiz

Oi (OIBR3 OIBR4): Justiça nega nulidades e homologa aditamento ao PRJ