Oi (OIBR3) fará separação de ativos antes de concluir acordo com BTG (BPAC11)

Matheus Gagliano
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

A Oi (OIBR3) informou nesta terça-feira (13) que fará uma separação de ativos antes do fechamento de acordo com o BTG Pactual (BPAC11). Pelo detalhamento do negócio, a operação de fibra ótica (InfraCo) será segregada da Oi Client Co, que inclui os serviços de telefonia.

Anteriormente, a empresa telefônica havia fechado um acordo vinculante com a BTG. Esse acordo prevê a compra, por parte do banco de investimento, da InfraCo. Esta é a operação de fibra ótica da Oi.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

A negociação agora será analisada pelos órgãos como o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) e pela Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL). A previsão é que a conclusão da operação ocorra entre o fim de 2021 e o fim de 2022.

O CEO da OI, Rodrigo Abreu, disse, em matéria do site NeoFeed, que a InfraCo já atua de forma separada. Além disso não há compartilhamento de informações ou dados entre uma e outra operação da empresa.

OI (OIBR3): investimentos de R$ 20 bilhões em fibra ótica

Pelo acordo apresentado nesta terça-feira, deverão ser feitos investimentos de R$ 20 bilhões na InfraCo, da qual a Oi ainda será sócia. Porém, a maior fatia ficará com o BTG. Este terá 51% das ações, ao passo que a companhia de telefonia, 49%.

De acordo com a apresentação, esse montante de recursos será aplicado ao longo dos próximos quatro anos.

Tratamento neutro com operadoras

Com a separação das atividades, o esperado é que a InfraCo tenha um portfólio completo de serviços para atender diversos tipos de operadoras.

A Oi promete que o tratamento será de forma neutra e em condições competitivas entre cada agente.

Além disso, a empresa afirmou que já existem contratos de atacado vigentes preparados para o aumento da demanda e da chegada da tecnologia 5G. O primeiro contrato da rede neutra ponto a ponto foi com a Vero.

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo