Oi (OIBR3 OIBR4) reverte prejuízo e tem lucro de R$ 1,798 bi no 4TRI

Felipe Moreira
Editor na EuQueroInvestir, cobre temas que vão desde o mercado de ações ao ambiente econômico nacional e internacional.
1

Crédito: Divulgação

A Oi (OIBR3 OIBR4) registrou lucro líquido de R$ 1,798 bilhão no quarto trimestre de 2020, revertendo prejuízo de R$ 2,263 bilhões no quarto trimestre de 2019.

No ano, o prejuízo líquido atingiu 10,530 bilhões. Um ano antes o prejuízo foi de R$ 9 bilhões.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

O resultado financeiro foi negativo em R$ 1,574 bilhão no quarto trimestre do ano passado. O valor representa redução 27,1 % sobre as perdas financeiras do quarto trimestre de 2019.

Os custos e despesas operacionais consolidados de rotina, incluindo as operações internacionais, totalizaram R$ 3,286 bilhões no quarto trimestre de 2020, queda de 6,1% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Ebitda cresce 5,5%

O lucro antes de juro, impostos, depreciação e amortização (Ebtida, na sigla em inglês) somou R$ 1,491 bilhão no quarto trimestre de 2020, elevação de 5,5% na comparação ano a ano.

Enquanto isso, a margem Ebitda foi de 31,2%, alta de 2,4 p.p.

Explicação do lucro

De acordo com a empresa, no quarto trimestre, o resultado operacional antes do resultado financeiro e dos tributos (EBIT) foi negativo de R$ 96 milhões, comparado ao resultado negativo de R$ 405 milhões no 4T19 e ao resultado negativo de R$ 255 milhões do 3T20.

No trimestre, a Oi (OIBR3 OIBR4) registrou resultado financeiro líquido negativo de R$ 1,574 bilhão e um crédito de Imposto de Renda e Contribuição Social diferidos no valor de R$ 3,468 bilhões, resultando em um lucro líquido consolidado de R$ 1,798 bilhão.

“Em relação ao crédito de Imposto de Renda e Contribuição Social, a Companhia procedeu à revisão da sua estimativa de recuperação dos tributos diferidos e concluiu pelo registro do IR/CS diferido com base no demonstrativo da expectativa de geração de lucros tributáveis futuros. A geração de lucros futuros foi impactada pelas alterações do Aditamento ao PRJ, basicamente, relacionado com as alienações das UPIs.”

Receita cai 2,8%

A receita líquida atingiu R$ 4,777 bilhões no período, uma redução de 2,8% na comparação anual.

Conforme a Oi, a performance recente reflete a estratégia global de substituição dos serviços de cobre por Fibra no segmento residencial, de migração de clientes pré-pago para pós-pago no segmento de mobilidade pessoal e de maior comercialização de serviços Corporativos e Atacado no B2B.

Investimentos e dívida

A companhia investiu R$ 1,736 bilhão no quarto trimestre do ano passado. Os aportes foram direcionados principalmente para o segmento de fibra.

Isso se deve ao foco da Oi em seu plano de transformação visando massificar a rede de FTTH no país.

A dívida líquida da Oi encerrou o quarto trimestre em R$ 21,797 bilhões, alta de 36,9%.

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo

Confira os destaques do balanço da Oi: