Oi (OIBR3) é notificada pela NYSE sobre preços mínimo de ADRs

Rodrigo Petry
Editor-chefe, com 18 anos de atuação em veículos, como Estadão/Broadcast, InfoMoney, Capital Aberto e DCI; e na área de comunicação corporativa, consultoria e setor público; e-mail: rodrigo.petry@euqueroinvestir.com.
1

Crédito: Oi (OIBR3 OIBR4) tem prejuízo de R$ 2,2 bi no balanço do quarto trimestre

A Oi (OIBR3) informou que recebeu uma notificação da New York Stock Exchange (NYSE) para que entre em conformidade aos padrões de listagem da bolsa americana.

Segundo comunicado ao mercado, isto exige que o preço médio de fechamento não seja inferior a US$ 1,00 por ação por qualquer período de 30 dias úteis consecutivos.

Dessa forma, a Oi tem um período de seis meses para voltar a cumprir novamente o requisito.

Como resultado de uma flexibilização temporária concedida à NYSE pela SEC, esse período foi suspenso de 21 de abril de 2020 a 30 de junho de 2020.

Portanto, a Oi deve recuperar a conformidade antes de 22 de dezembro deste ano.

Durante este período, as American Depositary Shares da Oi, cada uma representando cinco ações ordinárias da Oi (ADSs), seguirão listadas e negociadas.

Entretanto, estão sujeitas ao cumprimento de outros requisitos de listagem contínua da NYSE.

Veja a cotação das ADRs da Oi em NY:

adr-oi-3-meses

Fonte: reprodução MarketWatch

OIBR3 pode alterar termos de ADRs

“Se não voltar a cumprir o requisito de preço mínimo das ações, a Oi pretende alterar os termos de suas ADSs para aumentar o número de ações ordinárias da companhia representadas pelas ADSs, a fim de voltar a cumprir novamente o requisito da NYSE de preço mínimo das ações”, informou a tele.

Adicionalmente, a Oi informa que ainda não determinou a proporção aplicável de ações por ADS.

No entanto, pretende defini-la com a expectativa de que, após esta alteração, cumpra os requisitos no futuro próximo.

De acordo com a tele brasileira, as alterações dos termos das ADSs devem ser aprovadas pelo Conselho de Administração da Oi.

“A Oi pretende, se necessário, implementar essa alteração da razão com antecedência suficiente a 22 de dezembro de 2020, para garantir a conformidade antes dessa data”, finalizou.

Veja as cotações da OIBR3 na bolsa brasileira

oi-b3-min

Fonte: TradingView

Recuperação

Presidente da Oi, Rodrigo Abreu afirmou que “ninguém faz reestruturação de companhia de R$ 20 bilhões em tempo recorde.”

“Nosso foco é manter o plano estratégico da companhia, e isso em suas várias frentes”, frisou.

Venda

Além disso, seguem as tratativas do mercado para a possível aquisição da Oi, que vem sendo tratada pelos concorrentes.

Durante teleconferência, o diretor-presidente da Tim Brasil (TIMP3), Pietro Labriola, disse que a empresa está fazendo due diligence em ativos da rival Oi.

Também mantém interesse na Oi a operadora Vivo (VIVT4).

Rating

Já a Standard & Poor’s cortou a nota de crédito em escala global da Oi de B para B-.

Segundo comunicado, para o rating nacional a avaliação passou de brA- para brBBB.

Tanto na escala global quanto nacional a perspectiva é negativa.