Ação da Positivo (POSI3) cai 16% na abertura; oferta sai a R$ 6,55, desconto 23%

Joana Kurtz
null

Crédito: Divulgação / Positivo

A oferta de ações subsequente (follow on) da Positivo anunciada há dez dias teve o preço definido em R$ 6,55, após o procedimento de bookbuilding. A cifra equivale a uma diferença de cerca de 23% em relação à cotação do fechamento do último pregão, de R$ 8,50.

O efetivo aumento do capital social da companhia ficou em R$ 353,7 milhões, mediante a emissão de 54.000.000 novas ações – houve demanda pelo lote adicional – com esforços restritos de colocação.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, saiba quais são as melhores atitudes e aplicações para multiplicá-lo

Quando anunciou a operação, a Positivo informou que poderia chegar a R$ 521,1 milhões, considerando a cotação do pregão anterior ao comunicado (20 de janeiro), de R$ 9,65.

A empresa pretende utilizar os recursos para o crescimento dos contratos com instituições públicas, para a expansão do negócio Positivo as a Service e do que a empresa chama de “avenidas de crescimento”, de forma orgânica ou não, e, por fim, para o reforço da estrutura de capital.

As avenidas de crescimento consistem em quatro frentes de diversificação de receita. Positivo as a Service é uma unidade dedicada ao atendimento de empresas, de acordo com as suas necessidades específicas de parque tecnológico e é uma dessas avenidas. As outras avenidas são: IoT (Positivo Casa Inteligente), mercado de servidores (Accept) e Tecnologia Educacional.

Planilha de Ativos

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.