Odontoprev (ODPV3) informa sobre dividendos de JCP; TAESA (TAEE11) anuncia fim de contratos de participações

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor
1

Crédito: Reprodução / YouTube / Odontoprev

A Odontoprev (ODPV3) aprovou o pagamento de juros sobre o capital próprio (JCP) no montante total bruto de R$ 13,389 milhões, correspondentes a R$ 0,025245928 por ação, desconsideradas 927.010 ações em tesouraria.

O montante total líquido dos juros sobre o capital próprio é de R$ 11,381 milhões, que correspondem a R$ 0,021459038 por ação, exceto para os acionistas que sejam comprovadamente imunes ou isentos, ou acionistas domiciliados em países para os quais a legislação estabeleça alíquotas diversas.

A Odontoprev deverá registrar os créditos correspondentes aos JCP em sua contabilidade em 30 de junho de 2020, com pagamento em 3 de julho do mesmo ano.

Guia definitivo sobre Renda Variável  e os Melhores Investimentos para 2021

TAESA (TAEE11) anuncia fim da vigência do contrato para a Aquisição de TMT e VSB

A Transmissora Aliança de Energia Elétrica S.A., TAESA (TAEE11), comunicou nesta quarta-feira (10) que o contrato de compra de 100% da da São João Transmissora de Energia (SJT), de 100% da São Pedro Transmissora de Energia (SPT) e de 51% das ações representativas do capital total e votante da Triangulo Mineiro Transmissora de Energia (TMT) e da Vale do São Bartolomeu Transmissora de Energia (VSB) foi extinto.

Isso não quer dizer que a operação tenha sido paralisada.

“Embora os efeitos do contrato tenham sido extintos em relação à Aquisição de TMT e VSB, a companhia vem envidando os melhores esforços, em conjunto com os vendedores, com vistas a dar continuidade ao processo de aquisição desses ativos”, informa a TAESA em nota.