Odebrecht prepara novos cortes após demissão de Marcelo

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Divulgação / Marcelo D. Sants/ FramePhoto

A demissão de Marcelo Odebrecht da empreiteira da família não será o único corte de impacto no grupo. Segundo informações da coluna “Painel”, do jornal Folha de S.Paulo, a empresa prepara mais uma série de demissões para o início de 2020.

Segundo a publicação desta sexta-feira, 3 de janeiro, as próximas demissões “terão critérios objetivos” e serão guiadas “pelo necessário enxugamento da recuperação judicial, e sem perseguição”.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

A assembleia dos credores da Odebrecht está marcada para acontecer no próximo dia 29 de janeiro, e o tamanho da adaptação da empresa à nova realidade – e o tamanho dos cortes – dependerão dos recursos que os bancos estarão dispostos a deixar com a holding para a execução do plano.

As novas demissões, segundo o “Painel”, deverão livrar a empresa da obrigação de pagar 10% do FGTS, já que a mudança na lei passou a valer em 1° de janeiro.