Odebrecht prepara irmão de Marcelo para assumir “papel importante” e vai trocar de comando

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Divulgação / Marcelo D. Sants/ FramePhoto

O grupo Odebrecht, que vem sendo comandado por Luciano Guidolin desde que Marcelo Odebrecht foi preso em ação da Lava Jato, vai trocar em breve de presidente, segundo apurou o Broadcast/Estadão. A Kieppe, holding que representa a família, confirmou a saída de Guidolin

O nome escolhido para assumir a função é o de Ruy Sampaio, atual presidente do conselho da companhia e que, segundo informações do Broadcast, já vem exercendo a liderança mesmo sem ter sido oficialmente efetivado no cargo.

A companhia tem R$ 55 bilhões em dívidas declaradas e, às vésperas da assembleia dos credores, que deve acontecer na próxima quinta, 19 de dezembro, está em busca de opções para vender seus ativos e honrar ao menos parte das dívidas mais pesadas.

Quem deve assumir função importante em breve no grupo é Maurício Odebrecht, irmão de Marcelo. Maurício tem o apoio do pai, Emílio, e da irmã, Mônica, para entrar com tudo no mundo executivo, até então novidade em sua vida profissional.

A ideia da família é preparar Maurício, hoje cuidando de outros assuntos, como propriedades agrícolas, para, no futuro, ver novamente um membro da Odebrecht no posto mais alto da empresa.