InvestimentosRenda FixaTesouro Direto

O Que é um Título Público Prefixado e Como Administrar

O Que é um Título Público Prefixado e Como Administrar
5 de 2 votos

O título público prefixado é o mais procurado por iniciantes em investimentos no mercado financeiro por conta de suas características conservadoras. A rentabilidade fixa traz segurança aos investidores e os prazos de liquidez também são atraentes.

Emitido pelo Tesouro Nacional, o prefixado oferece a opção de liquidez semestral ou de pagamento simples, em que o investidor recebe o rendimento de uma vez, no vencimento da aplicação. Ele rende aproximadamente 10% a mais que a poupança e é uma boa opção para diversificar sua carteira de investimentos.

O que é um título público prefixado? 

Antes disso, que tal    descobrir o seu perfil de investidor. O teste é de graça!

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Ele é um dos mais buscados dentre os títulos públicos. O Tesouro Direto Prefixado tem sua rentabilidade definida já no momento da aplicação. Por isso a nomenclatura “pré”, e por isso também, ela é atrativa para quem está dando os primeiros passos em investimentos no mercado financeiro.

Essa segurança de saber exatamente qual vai ser o rendimento do título público prefixado atrai o perfil de quem só estava acostumado a investir na poupança, por exemplo. Existem duas modalidades dentro da categoria, o Tesouro Prefixado (LTN) e o Tesouro Prefixado com Juros Semestrais (NTN-F).

icone-jurosTesouro Prefixado LTN 

Com fluxo de pagamento simples, a rentabilidade do LTN se dá pela diferença entre o preço no momento da aplicação e a data de vencimento. Se o investidor mantiver o título até o vencimento, recebe o valor fixo de R$ 1 mil por unidade de título.

Se preferir, você pode resgatar a aplicação com antecedência revendendo ao Tesouro Nacional. Nesse caso, o preço de compra será conforme o valor de mercado, que pode ser maior ou menor que o valor no momento que você fez o investimento.

 Tesouro Prefixado com Juros Semestrais 

A diferença entre essas modalidades está no prazo de liquidez, que nesse caso, é semestral. Durante o tempo de investimento, o investidor também recebe mil reais por cada unidade de título e existe incidência do imposto de renda.

 icone-mat-internaComo administrar? 

O Tesouro Prefixado LTN é mais indicado para quem pretende aguardar a data de vencimento da aplicação para resgatar o rendimento. Assim, seu investimento não vai depender das flutuações do mercado. A demanda de procura e a variação de taxas de juros podem influenciar no valor de mercado dos títulos. No caso da LTN, caso decida fazer o resgate antes do fim da aplicação, você pode ter prejuízos.

Já na modalidade NTN-F, com juros semestrais, a vantagem está na possibilidade de reinvestimentos. Os custos com a administração incluem Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), Imposto de Renda, além da taxa de administração anual da corretora de valores. É importante escolher com cuidado a instituição corretora para evitar prejuízos. Por isso, conte com a Eu Quero Investir!

Filipe Teixeira

Filipe Teixeira é redator do Portal EuQueroInvestir. Gremista, filho dos anos 80, apaixonado por filmes, música, política e economia.

É também Coordenador da área de Marketing do EuQueroInvestir.com e do EuQueroInvestir A.A.I assessores de investimentos.

Me envie um e-mail: filipe.teixeira@euqueroinvestir.com
Ou então uma mensagem por WhatsApp: (51) 98128-5585
Instagram: filipe_st

Artigos Relacionados

Close