EconomiaNotíciasPolítica

O que aconteceu no Brasil durante a Copa do Mundo e o que vem por aí

Embraer foi vendida e José Dirceu solto durante a Copa. São só dois exemplos do muito que aconteceu... E agora que o Mundial terminou? Agora vem as eleições!

O que aconteceu no Brasil durante a Copa do Mundo e o que vem por aí
4 de 2 voto[s]

França campeã! Terminou a Copa do Mundo. Para os brasileiros não é só o fim das festas que se formavam a cada jogo da nossa seleção, não é só o fim das folgas no trabalho, não é só o fim da esperança no Hexa… É o momento de encarar o início da campanha eleitoral, mesmo diante do descrédito com a política e com os políticos, que insistem em falar de honestidade em seus manjados discursos.

copa 1024x642 - O que aconteceu no Brasil durante a Copa do Mundo e o que vem por aí

A verdade é que, enquanto na Rússia era só festa com o Mundial de Futebol, por aqui, o agito era nos gabinetes e na economia. Nos últimos 30 dias não faltaram notícias: venda do setor de voos comercial da Embraer, soltura do ex-ministro José Dirceu (PT) e Lula, quase, livre também. Aliás, esse é um dos assuntos que será bastante discutido nas próximas semanas.

Apesar de preso e inelegível pela Lei da Ficha Limpa, Luiz Inácio Lula da Silva ainda é líder nas pesquisas eleitorais. E quando se fala em Lula, não faltam pressão e disputa de poderes no Judiciário. De um lado, alguns lutam pela liberdade. De outro, há quem defenda a continuidade da prisão.

O “porém” nessa história toda é a mudança de comando no Supremo Tribunal Federal (STF) no mês de setembro. No lugar de Cármem Lúcia, ficará Dias Toffoli, conhecido por sua persistente posição contrária a prisão após segunda instância (sem esquecer de sua antiga função de advogado-geral da União no governo de Lula).

E aí, quando Toffoli assumir, vai ser difícil o assunto “antecipação de pena” não voltar a ser discutido. O assunto interessa o ex-presidente Lula e também uma “renca” de presos provisórios, inclusive outros políticos investigados e presos na Operação Lava Jato, da Polícia Federal.

A Copa do Mundo acabou. E agora?

Faltam mais ou menos três semanas para o fim das convenções partidárias, ou seja, para os fim dos encontros feitos pelas legendas para oficializar e lançar seus candidatos. Diante da indefinição de muitos eleitores, esse é o momento de os candidatos buscarem atrair partidos que possam fortalecer suas campanhas, inclusive, com tempo no horário gratuito de rádio e televisão.

As estratégias são diferentes entre os partidos. O PDT, por exemplo, pensa em lançar Ciro Gomes já no dia 20 de julho, primeiro dia do prazo. Isso para demonstrar força e certeza de escolha para a disputa presidencial. PSDB, PT e MDB devem deixar as convenções mais para o final – na primeira semana de agosto – justamente para buscar mais alianças. O PT, em especial, tem ainda que pensar num eventual “plano B” caso Lula realmente não concorra.

Para Jair Bolsonaro (PSL), Marina Silva (Rede) e Alvaro Dias (Podemos), que tem boas intenções de voto, mas estão em partidos menores, o momento atual é ainda mais importante. A expectativa para eles é a de que candidatos menores desistam e possam fortalecer as respectivas campanhas.

ext urna1 1024x682 - O que aconteceu no Brasil durante a Copa do Mundo e o que vem por aí

Jogo nas ruas

No dia 15 de agosto começa a campanha pelas ruas de todas as cidades brasileiras e também nas redes sociais, com liberdade para os pedidos de voto e apresentação das propostas de governo. Neste mesmo dia, com as candidaturas formalizadas, também estão liberados os debates na televisão.

O horário eleitoral gratuito começa só no dia 31 de agosto. Até pouco antes das eleições – em 7 de outubro – a população ouvirá e verá 120 minutos de promessas políticas todos os dias, isso incluindo o programa eleitoral e as propagandas.

Lula preso ou presidente? (Ou, nenhum dois dois?)

A maior dúvida das eleições que estão por vir, com certeza não está na definição das alianças que serão anunciadas nas próximas semanas. A dúvida tem nome, sobrenome e partido: Luiz Inácio Lula da Silva, líder do PT.

lula boa.jpg preso 1024x512 - O que aconteceu no Brasil durante a Copa do Mundo e o que vem por aí

A “luta” de Lula para ser candidato tem dois tempos. O primeiro, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que tem de tudo para indeferir a sua campanha, e no STF, onde suas chances são um pouco maiores.

O outro “round” é na luta para garantir a liberdade. Mesmo com os consecutivos “não” do TRF4, a defesa de Lula vai continuar entrando com recursos, porém, a maior chance de deixar a cadeia está na revisão da prisão em segunda instância, e aí, entra o ministro Dias Toffoli, como citamos no começo desse texto.

Enquanto isso, na economia…

Não dá para criar muitas expectativas para os próximos meses. Enquanto a eleição não passar e não ficar claro o rumo que o Brasil tomará a partir de 2019, dificilmente serão feitos grandes investimentos no país. Difícil também é a retomada de contratações e abertura de novos postos de trabalho neste período de indecisão política.

A última “cartada” de Michel Temer, enquanto presidente, deve ser emplacar a privatização da Eletrobras, mesmo com a resistência de lideranças estaduais de partidos aliados. Mas, no meio dessa confusão, Temer tem notícias favoráveis: a Justiça Federal do Rio de Janeiro, atendendo uma liminar do STF, decidiu suspender o leilão de seis distribuidoras. Isso aconteceria em 26 de julho.

governo universaliza a economia brasileira 1024x547 - O que aconteceu no Brasil durante a Copa do Mundo e o que vem por aí

Não quer perder dinheiro?

Pode parecer que não afeta muito você, mas toda essa indefinição política mexe com o seu investimento, e por consequência, com o seu dinheiro. Conte com a nossa assessoria de investimento para fazer suas aplicações.

E se quer começar a investir neste momento, a nossa dica é fazer o teste de perfil do investidor. Faça o teste aqui no nosso site. É de graça!

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Patrícia Auth

Patrícia Auth é jornalista formada pela Univali de Itajaí/SC. Trabalhou em impressos, como o Jornal de Santa Catarina, e também, como repórter na Rede Record e RBS TV. É casada, mãe da Lívia e adoradora de boa música e gastronomia.

Na equipe EuQueroInvestir, é responsável pela produção de vídeos, e também escreve e edita artigos para o site.

Entre em contato com a Patrícia pelo e-mail: patricia.auth@euqueroinvestir.com

Artigos Relacionados

Close