O Milagre da Manhã: 6 práticas para cultivar bons hábitos

Carla Carvalho
Graduada em Ciências Contábeis pela UFRGS, pós-graduada em Finanças pela UNISINOS/RS. Experiência de 17 anos no mercado financeiro, produtora de conteúdo de finanças e economia.

Crédito: Divulgação

No best seller O Milagre da Manhã, Hal Elrod aborda a importância da disciplina e as boas práticas quando o assunto é criar hábitos produtivos.

Basicamente, a obra fala sobre como pequenas mudanças na rotina podem fazer uma grande diferença na produtividade de forma geral. Para isso, Elrod fala sobre práticas simples que, se adotadas com disciplina, podem trazer bons resultados e melhorar a qualidade de vida.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

A seguir, confira as pequenas e eficientes dicas de O Milagre da Manhã.

Milagre da manhã: 6 práticas necessárias

Segundo o autor, há seis práticas básicas para que o milagre da manhã se desenvolva. São elas:

1. O silêncio para Hal Elrod

A primeira coisa a fazer seria tirar alguns minutos para ficar em silêncio antes de começar as tarefas do dia. O autor se refere a essa prática como silêncio intencional, que pode ser obtido por meio de meditações, por exemplo.

Para quem nunca praticou meditação, pode ser difícil esvaziar a mente no início. Mas bastam de três a cinco minutos diários para que se comece a criar o hábito, com disciplina, naturalmente. Isso auxilia no foco e na clareza mental.

2. As afirmações

Outro aspecto que o autor defende no livro é o poder energético que as afirmações têm na vida. Segundo Elrod, se você focar o seu pensamento em direção aos seus objetivos e desenvolver determinados hábitos para conquistá-los, terá sucesso no que se propuser a fazer.

Para isso, ele sugere que se escreva essas metas e que elas sejam lidas em voz alta todas as manhãs. Isso é necessário para estabelecer o hábito e, também, para que os objetivos sejam revisados à medida que são conquistados, ou conforme mudam as situações da vida.

3. As visualizações

Nesse sentido, o autor ressalta a importância de visualizar o que se deseja alcançar, para dar forma aos pensamentos. Isso porque, ao ocuparmos a mente com imagens de onde desejamos chegar, evitamos o desperdício de tempo pensando no passado ou em fatos que não deram certo.

Por meio da “visualização criativa”, como define Elrod, conseguimos nos aproximar dos resultados que desejamos. Além disso, podemos corrigir ou melhorar os passos em direção a essas conquistas quando necessário.

4. Os exercícios

Além de serem essenciais para a saúde física, os exercícios também ajudam a criar bons hábitos no que diz respeito à disciplina e concentração.

Segundo o autor, mesmo que se tenha o hábito de praticar exercícios no final do dia, vale o esforço para se mexer um pouco pela manhã. Isso ajuda a começar o dia com mais disposição, dando mais pique e clareza mental a tudo o que precisa ser feito.

Ou seja, mesmo que o seu treino habitual seja depois de suas atividades diárias, exercite-se ao menos um pouco logo cedo!

5. A leitura

Outro desafio proposto pelo autor é a prática da leitura logo cedo. Assim como os exercícios físicos, tem quem prefira ler à noite, para relaxar a mente antes de dormir. No entanto, Elrod defende que também é preciso reservar tempo para essa prática de manhã. Isso porque ler logo cedo ajuda a despertar a mente e a colocar mais criatividade nas tarefas diárias.

Nesse sentido, há quem prefira leituras aleatórias. Outros, aproveitam para ler conteúdos relacionados ao trabalho ou estudos, para que possam colocá-los em prática no próprio dia. seja como for, vale mesmo é o hábito de acordar mais cedo e reservar um tempo para essa prática.

6 . A escrita

Por fim, o autor fala sobre a importância da escrita, tanto para simplesmente organizar o dia quanto para exercitar a criatividade. Nesse caso, Elrod cita o diário como exemplo, pois é uma forma de registrar as experiências diárias. Ao reler o diário, é possível aprender com elas e ver o quanto se evoluiu desde o início da escrita.

E como O Milagre da Manhã pode ajudar nas finanças e nos investimentos?

Não é raro nos queixarmos de falta de tempo para tudo o que desejamos fazer no dia, não é mesmo? No mundo das finanças e dos investimentos, isso não é diferente. Afinal, para investir com qualidade é necessário conhecimento e informação, e nem sempre conseguimos estar suficientemente atualizados.

Nesse sentido, a obra auxilia ao mostrar o poder da disciplina e da organização na transformação de hábitos. É claro que não há uma receita pronta, afinal as necessidades são distintas. Mas, segundo o autor, vale sempre a velha máxima de Einstein: “se você deseja resultados diferentes, é preciso que, antes, faça algo diferente.”

Gostaria de mais dicas sobre como cultivar bons hábitos financeiros? Assista ao vídeo abaixo, e siga nosso canal no YouTube para acompanhar mais conteúdos como este!