Número de investidores no Tesouro Direto sobe depois de corte de taxa de custódia

Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By Elegant01

Késia Rodrigues
Colaboradora Independente do Portal EuQueroInvestir e leitora assídua de conteúdos sobre economia e política. Apaixonada por tecnologia, investimentos e viagens.

Crédito: Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By Elegant01

Os últimos meses mostraram um forte aumento no número de investidores no Tesouro Direto, principalmente após boa parte dos principais bancos do país zerarem a taxa de custódia, cobrada de quem aplicada no programa de negociação de títulos públicos.

[box type=”note” align=”” class=”” width=””]Segundo dados do Tesouro Nacional, no último mês de novembro foram verificados 28 mil novos investidores ativos na plataforma, resultado que é bem superior ao que foi apurado no mesmo período de 2017, quando o Tesouro contabilizou uma redução de 6.618 investidores.[/box]

Fonte: Tesouro Nacional/Gráfico: G1

No segundo semestre de 2018, os bancos tomaram uma atitude que já era comum entre as corretoras independentes: zeraram as taxas de custódia para aqueles que desejavam aplicar no Tesouro Direto. Hoje, a plataforma de títulos do governo já conta com mais de 752 mil investidores ativos.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

[banner id=”teste-perfil”]

Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By Maciejbledowski

Mas, o que é o Tesouro Direto?

A plataforma do Tesouro Direto permite que pessoas físicas possam negociar títulos públicos por meio da internet. Essa é uma opção de investimento bastante segura e que possui um baixo custo para o investidor, assim como acontece com a poupança. A principal diferença é que o rendimento no Tesouro Direto é maior que o da poupança.

[box type=”success” align=”” class=”” width=””]Na realidade, aquele que compra um título do Tesouro está emprestando dinheiro ao governo, que se torna o seu credor. Em troca desse “empréstimo”, o investidor é remunerado pelos juros da negociação.[/box]

Antes que o Tesouro Direto fosse criado, ainda em 2002, apenas os grandes investidores é que tinham acesso a compra de títulos públicos do governo. Os pequenos investidores somente conseguiam acesso a essas negociações por meio dos fundos de investimento.

Hoje, o Tesouro Direto é uma excelente opção para aqueles que desejam diversificar a sua carteira de investimentos sem correr riscos, pois o governo é considerado o melhor pagador de todos. Os investimentos começam a partir de R$ 30 e existem diversas opções de títulos pré-fixados e pós-fixados, cada um com um vencimento diferente, o que é ideal para quem deseja fazer um planejamento financeiro sem nenhuma complicação.

Fonte da notícia: G1 e Tesouro Nacional

[box type=”warning” align=”” class=”” width=””]Você sabia que pode investir no Tesouro Direto com uma corretora? Nas corretoras, muito antes dos bancos, a taxa de custódia já era zerada neste tipo de investimento. Converse com um dos nossos assessores para que ele ajude você a definir o melhor investimento de acordo com o seu perfil. Basta preencher o formulário abaixo para que o nosso profissional entre em contato. A assessoria de investimentos EuQueroInvestir é de graça![/box]