Rodada de negociação pós-Brexit termina sem avanços significativos

Vitória Greve
Colaborador do Torcedores

Crédito: Unsplash/ Rocco Dipoppa

Não houve avanços significativos nas negociações pós-Brexit entre a União Europeia (UE) e o Reino Unido, durante novo ciclo de discussões.

Essa foi a primeira rodada de debates após o início da pandemia do coronavírus.

Segundo a Agência France-Presse (AFP), UE e britânicos ainda esperam chegar em um acordo que satisfaça ambas as partes.

Negociações pós-Brexit

A primeira rodada da retomada de negociações pós-Brexit entre União Europeia e Reino Unido iniciou na terça-feira (2) e finalizou na sexta (5). Por conta do isolamento social, ela aconteceu via videoconferência.

“Não houve progresso significativo esta semana”, disse o negociador europeu Michel Barnier em entrevista coletiva.

Segundo a AFP, Barnier acredita que um acordo com Londres deve ser alcançado antes do dia 31 de outubro.

“Não tenho dúvidas de que encontraremos, durante o verão e no mais tardar no início do outono, um campo de entendimento”, comentou Barnier. 

Dúvidas sobre como investir? Consulte nosso Simulador de Investimentos

O britânico David Frost falou em comunicado que será preciso “intensificar e acelerar nosso trabalho”, caso queiram resolver o impasse.

“Atingimos os limites do que podemos alcançar por meio do formato de negociação por videoconferência”, afirmou Frost. 

Por causa desta falta de progresso, a reunião para fazer um balanço das negociações entre a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, o do Conselho Europeu, Charles Michel, e o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, se torna ainda mais importante.

A conferência será realizada no final de junho, e acontecerá por videoconferência. 

Soluções para os impasses

A previsão é de que o acordo global seja concluído antes do dia 31 de dezembro, pois é no final do ano que termina o período de transição em que o Reino Unido continua a aplicar as regras europeias.

Caso a estagnação permaneça, uma solução seria estender o período de transição, e consequentemente a duração das negociações.

No entanto o governo britânico já rejeitou essa possibilidade. Outra possibilidade é de acelerar as discussões durante o verão.

Conheça os benefícios de se ter um assessor de investimentos

divergências significativas entre UE e Reino Unido para fecharem um acordo. Questões como a pesca, governança, justiça criminal e os problemas de concorrência justa.

A pandemia também dificultou as negociações pois ambos os lados estavam preocupados com o enfrentamento do COVID-19, e deixaram o pós-Brexit para segundo plano. 

Enquanto os maiores impasses não são resolvidos, cresce a possibilidade de que nenhum acordo seja encontrado. 

Planilha de ações: baixe e faça sua análise para investir