NotreDame Intermédica (GNDI3) e Amil limitam venda de planos de saúde

Felipe Moreira
Felipe Moreira é Graduado em Administração de empresas e pós-graduado em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 6 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Reprodução/Notre Dame Intermédica

Com receio que haja uma demanda muito grande pelos planos de saúde por pessoas que não tenham este tipo de benefício, a NotreDame Intermédica (GNDI3) e a Amil paralisaram por tempo indeterminado a distribuição de alguns tipos de convênios médicos devido ao coronavírus, conforme informou reportagem do Valor Econômico.

De acordo com apuração do Valor, indivíduos infectados pelo coronavírus utilizam o atendimento de emergência da rede hospitalar e a carência desse atendimento para novos contratos é de somente 24 horas.

Os principais convênios suspensos foram os pertencentes a rede credenciada, ou seja, aqueles que não são da própria operadora de planos de saúde. Isso porque na rede própria, as companhias possuem maior controle sobre os custos e leitos disponíveis para internação.

A Amil parou de vender 4 modalidades de convênios de médicos: Amil 500, Amil 700, Amil One LT3 e LT4. A operadora informou ao Valor que “continua vendendo planos de saúde para empresas de todos os portes e continuará oferecendo uma ampla gama de produtos para atender às necessidades de seus clientes.”

Enquanto isso, a NotreDame Intermédica, que interrompeu a distribuição do plano de saúde Premium 900, informou através de comunicado que “possui amplo portfólio de produtos. Neste momento, temos muitos produtos comercializados que possuem rede credenciada, onde podemos contar com hospitais de primeira linha na oferta.”

Segundo a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), as operadoras de plano de saúde apenas podem suspender a venda de um convênio médio depois de solicitado a suspensão à agência reguladora com pelo menos 30 dias de antecedência.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

“O não cumprimento deste procedimento é passível de apuração por parte da reguladora”, diz comunicado da ANS.

Coronavírus

Segundo o Ministério da Saúde, foram confirmados 1.832 novos casos de coronavírus em 24 horas. São Paulo concentra a maior parte das notificações e apenas Tocantins não tem óbito pela doença no país.

Aumentou para 25.262 o número de casos confirmados de coronavírus no país. O número de óbitos também aumentou, agora são 1.532.

O Ministério da Saúde iniciou nesta semana o Censo Hospitalar nos 26 estados e Distrito Federal o registro obrigatório de internações hospitalares dos casos suspeitos e confirmados de coronavírus, nos estabelecimentos de saúde públicos e privados.

O objetivo é monitorar a taxa de ocupação dos leitos SUS para pacientes com coronavírus. Além de avaliar o consumo dos leitos da rede assistencial e a média de permanência dos usuários. A partir da próxima semana deverá sair o primeiro balanço.

Conforme o Ministério da Saúde, a coleta de informação das internações relacionadas ao coronavírus será realizada diariamente, até as 14h.

O registro terá dados sobre o número de internações de pacientes em leitos  com suspeita ou confirmação da doença; o número de altas hospitalares (saídas) de pacientes suspeitos e confirmados e; quantidade de leitos clínicos ou leitos intensivos (UTI) existentes no estabelecimento de saúde disponíveis para coronavírus.

LEIA MAIS

IGP-10 sobe 1,13% em abril, abaixo da expectativa

BNDES chama bancos para socorrer grandes empresas