Intermédica (GNDI3) foca em ganho de sinergia em regiões estratégicas

Felipe Moreira
Felipe Moreira é Graduado em Administração de empresas e pós-graduado em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 6 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Reprodução/Notre Dame Intermédica

A Notre Dame Intermédica (GNDI3) realizou nesta manhã de quinta-feira (7) uma teleconferência para apresentação dos resultados do primeiro trimestre de 2020.

A apresentação contou com a presença do CEO da Notre Dame, Irlau Machado Filho, e do CFO, Marcelo Marques Moreira Filho.

A companhia reportou um salto de 56% no lucro líquido, para R$ 160,4 milhões no primeiro trimestre.

Segundo o CEO, resultado foi fruto dos esforços contínuos nos controles de custo e despesas, além dos ganhos de sinergia e escala.

Machado reforçou o acelerado crescimento orgânico da receita líquida da companhia no primeiro trimestre de 2020. “Isso demonstra que, mesmo em tempos adverso no cenário macroeconômico, nós sabemos fazer produtos competitivos e atraentes” para ampliar a participação de mercado da empresa.

Aquisições no período

Machado destacou a capacidade da empresa de buscar sinergias e da consolidação de novas empresas adquiridas ao longo do período.

No trimestre foram compradas a Clinipam e o São Lucas. Com as aquisições, houve um incremento de 213 leitos.

Segundo Machado, a empresa segue focada em aquisições no estado de São Paulo, Rio de janeiro, Paraná e Santa Catarina, o que permite o aumento das sinergias e gestão mais eficiente.

Endividamento

A dívida líquida da Notre Dame encerrou o trimestre em R$ 142,4 milhões.

A alavancagem financeira (dívida líquida / Ebtida ajustado), ficou em 0,1 vez no trimestre. “Ou seja, realmente muito controlado, dentro das novas expectativas”, disse o CEO.

Receita e investimentos

O CFO afirmou que “o crescimento da receita é extremamente robusto e ele vem impulsionado por uma combinação harmônica entre o crescimento orgânico e as iniciativas de M&A”.

Segundo o Marcelo Marques, a Notre Dame, além das aquisições, investiu em reformas, melhorias, adequações e manutenção da rede própria, bem como investimentos em tecnologia da informação, com novos sistemas e equipamentos.

Coronavírus

Marcelo Marques informou ainda que a companhia não registrou impactos do coronavírus nos resultados do primeiro trimestre de 2020.