Notre Dame (GNDI3) anuncia compra da Bio Saúde por R$ 79 mi

Marcello Sigwalt
null
1

Crédito: Site Época Negócios

Com preço de aquisição de R$ 79 milhões, a Notre Dame Intermédica Participações (GNDI3) celebrou acordo para adquirir a totalidade das cotas da Bio Saúde Serviços Médicos, já descontados o endividamento líquido e uma parcela retida para contingências.

A operação cumpre o que está disposto no parágrafo 4°do artigo 157 da Lei n°6.404/76 e na Instrução CVM nº 358/02.

Crivos pendentes

Entretanto, para que seja consumada, a transação “está sujeita à aprovação da Agência Nacional  de Saúde  Suplementar (ANS) e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE)”.

Entenda o LPA? Um dos indicadores mais representativos em análises fundamentalistas

De acordo com o plano de integração estabelecido, estão previstas sinergias operacionais e administrativas nas operações realizadas em São Paulo.

Participam do Bolsa Saúde cerca de 100 mil beneficiários em SP – a maior parte da capital paulista –  em que 70% pertencem à categoria corporate/pequena e média empresa (pme).

Estratégia de crescimento

O comunicado assinado pelo diretor de Relações com Investidores, Glauco Desiderio, acentua que a intenção da Notre Dame é manter sua estratégia de crescimento no mercado paulista, reforçando o compromisso de criar valor aos seus acionistas, clientes e sociedade.

Conquiste sua Independência Financeira. Conheça os 4 Pilares para Investir

No exercício de 2019, a empresa obteve um faturamento líquido de R$ 103 milhões, com sinistralidade caixa de 85,2%.

Sem necessidade de aprovação

A operação, esclarece a nota, também não está sujeita à aprovação de acionistas, nem abre espaço para ‘direito de recesso’ desses mesmos acionistas, conforme previsto no artigo 256 da Lei  n°6.404/76, e no Ofício-Circular/CVM/SEP/Nº 02/2018, respectivamente.

Por fim, a Notre Dame adianta que “manterá o mercado e seus acionistas informados sobre quaisquer atualizações relevantes relativas aos assuntos aqui previstos”.