Netflix auxilia desempregados pela pandemia com fundo de US$ 100 milhões

Tatiane Lima
Jornalista, redatora sênior. Tecnóloga em Recursos Humanos e MBA em Comunicação e Marketing. Apaixonada por empreendedorismo criativo. Atuei nos três setores, com hard news, jornalismo on, off e redação publicitária.
1

Crédito: Thibault Penin/Unsplash

Na sexta-feira (20), a Netflix comunicou que ajudaria os profissionais da indústria que estão desempregados devido à pandemia de coronavírus através da criação de um fundo milionário. Conforme o B9, o montante soma US$ 100 milhões e servirá de suporte aos trabalhadores durante a suspensão de todas as atividades pelo mundo.

Desse modo, a inciativa foi anunciada em comunicado oficial pelo CCO da Netflix, Ted Sarandos. No documento, o representante contemplou profissionais de diversos setores do ramo, aqueles que “são pagos por horas e trabalham com base diária”. Não somente artistas, roteiristas e diretores, como também elétricos, carpinteiros e motoristas, informou o B9.

“Esta comunidade apoiou a Netflix nos bons momentos, e nós queríamos ajudá-la durante esta hora difícil, especialmente enquanto os governos ainda estão decidindo qual o melhor apoio econômico a ser fornecido”, informou Sarandos.

BDRs| Confira os papéis disponíveis para Investimentos

Dentre o total, 15 milhões de dólares serão direcionados às entidades sindicais e beneficentes que auxiliam a indústria nacional e internacionalmente. Como, por exemplo, o Motion Picture & Television Fund – fundo de desastres do sindicato de atores. Também será recompensado o fundo de assistência de emergência a atores dos Estados Unidos, segundo o B9. Cada um receberá US$ 1 milhão.

Netflix trabalha por assistência global

Além disso, a Netflix está estudando, junto a organizações internacionais, formas para oferecer auxílio aos países gravemente afetados pelo coronavírus. Assim, conseguirá beneficiar, de alguma forma, a Europa, América Latina e Ásia.

Somente nos EUA, informou o B9, mais de 120 mil trabalhadores da indústria audiovisual ficaram desempregados. Isso porque todas as atividades de produção e filmagem foram suspensas, em todo o mundo, devido à pandemia. De acordo como B9, Sarandos definiu a situação atual como “sem precedentes”.

Por isso, a Netflix revelou publicamente o seu compromisso em dar assistência aos profissionais afetados. Não somente aos funcionários, mas também aos prestadores de serviço, como ressaltou no comunicado.