Neoenergia (NEOE3) amplia prazo para fazer oferta por fatia da Previ em ativos

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor
1

Crédito: Reprodução / Facebook / Neoenergia

A Neoenergia (NEOE3) informou nesta terça-feira (9) que ampliou o prazo para apresentar uma oferta de compra de participações da Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil (Previ).

Agora, a empresa tem até 20 de março de 2021 para enviar proposta à Previ de compra de participações minoritárias detidas pela previdenciária nas controladas da companhia.

Os acionistas e o BB Banco de Investimento celebraram o acordo em junho de 2017, passando a vigorar a partir de agosto daquele ano.

Ferramenta ajuda na escolha de suas ações de acordo com balanços

A única alteração do contrato foi essa ampliação do prazo.

O compromisso previsto no acordo refere-se a fatias de 2,29% da Previ na empresa de transmissão Afluente e na distribuidora de energia Coelba, da Bahia, além de 1,54% na distribuidora Cosern, do Rio Grande do Norte.

Fatias da Neoenergia

Em 2017, a Previ informava que “a Neoenergia, maior grupo privado do setor elétrico do país em número de clientes, anunciou acordo para regular a incorporação da Elektro Holding S.A., empresa controlada pela Iberdrola Energia. Além de estar em sintonia com o objetivo estratégico de balanceamento da gestão de investimentos com necessidades do passivo do Plano 1, o negócio é considerado positivo para a PREVI, já que o acordo de acionistas que será firmado prevê mecanismos de liquidez, dentre os quais a possibilidade de realização de uma oferta pública inicial de ações (IPO) da Neoenergia”.

“Após a operação, o patrimônio total da Neoenergia irá crescer, permitindo a criação de uma companhia líder no setor energético no Brasil e na América Latina”, ressaltava.

Os sócios da empreitada eram Previ, Iberdrola Energia e BB Banco de Investimento.

Realizada a incorporação da Elektro, a Previ passou a deter, naquele momento, 38,21% do capital social da Neoenergia; a Iberdrola Energia, 52,45%; e o BB-BI, 9,35%.

A Previ hoje tem 30,29% da Neoenergia. A Iberdrola Energia, 51%.