Neoenergia (NEOE3) investiu R$ 2,2 bi em 2020; e Cosan (CSAN3) tem redução na venda de combustíveis

Felipe Alves
null
1

Crédito: Divulgação

A CVM (Comissão de Valores Mobiliários) divulgou uma série de notas ao mercado nesta quinta (16) e sexta-feira (17). Há novidades da Neoenergia (NEOE3), Cosan (CSAN3), Eneva (ENEV3) e Gerdau (GGBR4). Confira abaixo um resumo dos balanços divulgados.

 

Neoenergia realiza financiamentos de R$ 862 milhões

A Neoenergia anunciou que desembolsou mais R$ 862 milhões em três financiamentos. Segundo a empresa, com os novos valores, a companhia já investiu R$ 2,2 bilhões neste ano. Metade foi destinada à Neoenergia Distribuição.

Em 30 de março, a Neoenergia desembolou R$ 223,2 milhões referentes à 1ª parcela dos recursos provenientes do contrato de financiamento firmado entre o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Neoenergia Dourados Transmissão de Energia S.A.

Em 7 de abril foram desembolsados R$ 364,8 milhões referentes à 1ª parcela dos recursos  provenientes do contrato de financiamento firmado com o BNDES para a construção do Complexo Chafariz.

Em 15 de abri desembolsados R$ 274 milhões referentes à 1ª parcela dos recursos provenientes do contrato de financiamento firmado com o BNDES e a Neoenergia Jalapão Transmissão de Energia S.A.

 

Cosan registra redução na venda de combustíveis

A Cosan, grupo das áreas de energia, logística, infraestrutura e gestão de propriedades agrícolas, anunciou os impactos negativos, de forma preliminar, que as medidas de isolamento social no país causaram na companhia. Abaixo estão os principais impactos nas subsidiárias da companhia.

As vendas de combustíveis da Raízen apresentaram contração. Os números caíram 50% no ciclo otto (gasolina e etanol) e 25% no diesel. Já no segmento de aviação, a demanda segue impactada pela redução das malhas operadas por seus principais clientes, chegando a cair até 80%

Na Raízen Energia, a demanda por etanol apresentou uma redução em linha com a menor demanda por combustíveis. No açúcar, as vendas já haviam sido contratadas para a safra 2020/21 que acaba de iniciar. Ou seja, não houve impactos relevantes na sua programação de comercialização até agora.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Na Comgás, a demanda por gás natural no segmento industrial já sofreu redução de até 40%, concentrada em alguns setores da indústria que suspenderam ou reduziram suas atividades. No segmento comercial, a demanda vem apresentando retração de até 60%. Enquanto no segmento residencial observa-se expansão da demanda em cerca de 10% em função da restrição na circulação dos indivíduos.

A demanda por lubrificantes na Moove também apresentou redução média de cerca de 50% nas últimas semanas, no Brasil e nos demais países de atuação.

 

Eneva conclui venda da Seival à Copelmi

A Eneva anunciou ao mercado a conclusão da venda dos 30% das ações da Seival Mineração S. A. que a Eneva detinha. A venda foi feita à Copelmi Participações LTDA. O preço a ser pago pela Copelmi é de R$ 18 milhões. A operação contempla também a venda de imóvel de propriedade de sociedade do grupo da companhia. Ele fica  localizado no município de Candiota (RS). A venda é por um custo adicional de R$3 milhões, totalizando R$ 21 milhões como valor total da operação.

Em 15 de abril de 2020 foi quitado o valor de R$ 5.205.399,80, equivalente à primeira parcela de pagamento das ações e ao pagamento integral do preço do imóvel. O restante do preço a ser pago pela  venda  será  realizado  até 30  de  setembro  de  2020.

 

Gerdau elege novo presidente do Conselho

A Gerdau anunciou nesta quinta-feira (16) que elegeu Guilherme Chagas Gerdau Johannpeter para ser o novo presidente do Conselho de Administração da empresa. Claudio Johannpeter foi escolhido para ser o vice-presidente.

A eleição foi realizada na quinta-feira, em São Paulo, com os membros do Conselho de Administração da Gerdau.

Aos 48 anos, Guilherme Chagas Gerdau Johannpeter se torna o mais jovem executivo a assumir a presidência do conselho nos 119 anos de história da Gerdau. Ele é formado em ciências jurídicas e sociais na Unisinos. Também possui MBA da Faculdade de Administração Kellogg e está na Gerdau desde 1985. Até então ele ocupava o cargo de vice-presidente executivo.