Neoenergia (NEOE3) requere R$ 1,664 bi em recursos de Conta Covid

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Neoenergia/Divulgação

Começou a corrida pelos R$ 16,1 bilhões direcionados pelo governo, via BNDES e bancos particulares, para o socorro ao setor elétrico. A Neoenergia (NEO3) anunciou sua adesão à Conta Covid.

Dúvidas sobre como investir? Consulte nosso Simulador de Investimentos

Em comunicado aberto ao mercado, a companhia informou que as quatro distribuidoras do grupo – Coelba, Elektro, Celpe e Cosern – aderiram à operação financeira, em um total requerido de R$ 1,664 bilhão.

A distribuição do montante pedido pela Neoenergia será feita da seguinte forma:

  • Coelba: R$ 499,6 milhões;
  • Celpe: R$ 454,7 milhões;
  • Cosern: R$ 95,5 milhões;
  • Elektro: R$ 614,3 milhões.

EDP (ENBR3) pleiteia R$ 573 mi pela Conta Covid

Além da Neoenergia, a EDP (ENBR3) também anunciou aos seus acionistas a adesão à Conta Covid, destinada a socorrer o setor elétrico em meio à pandemia de coronavírus.

A empresa pleiteou um valor total de R$ 573.711.493,00 que também serão distribuídos entre alguns braços da empresa.

De acordo com o comunicado, R$ 354.288.089,00 serão referentes à EDP de São Paulo e R$ 219.413.404,00 à EDP do Espírito Santo.

Os recursos da Conta Covid chegarão às distribuidoras por meio de operação financeira sob coordenação da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

Energisa (ENGI11) solicita R$ 1,359 bi

Energisa (ENGI11)

Outra companhia que deverá receber os recursos da Conta Covid até o final de julho é a Energisa (ENGI11).

A empresa anunciou na sexta-feira (3), data final para aderir ao programa, que solicitou R$ 1.359.388.198,00 em seu protocolo junto à Aneel.

De acordo com o comunicado assinado por Maurício Perez Botelho, diretor Financeiro e de Relação com Investidores, o valor pleiteado corresponde a 78% do máximo da operação definido pela Aneel e será destinado às suas 11 concessionárias de distribuição.

Os benefícios de se ter um assessor de investimentos

Light pede R$ 1,326 bi

A Ligth (LIGT3) informou ao mercado que sua subsidiária Light Serviços de Eletricidade S.A. (Light Sesa) também manifestou interesse em se inscrever na Conta Covid.

O montante solicitado à subsidiária foi de R$ 1,326 bilhão, “referente à redução do faturamento e da arrecadação, além dos diferimentos previstos para os consumidores do Grupo A”, conforme comunicado.

Objetivo da Conta Covid

A conta-Covid tem como objetivos amortecer os impactos da pandemia do novo Coronavírus nas contas de luz e injetar liquidez nas empresas do setor elétrico. Foi regulamentada pela Aneel no dia 23 de junho.

Essa operação de mercado, sem recursos do Tesouro Nacional, foi estruturada sob a forma de empréstimo sindicalizado de bancos, lastreada por ativos tarifários.

O processo de formação do grupo das 19 instituições financeiras participantes se deu após intensa negociação, com o apoio dos ministérios de Minas e Energia (MME) e da Economia (ME).

O empréstimo terá custo de CDI + 2,9% ao ano, com 11 meses de carência e prazo de 54 meses para amortização, de acordo com comunicado postado no site do BNDES.

Consumidor

Do ponto de vista do consumidor, conforme a agência, a Conta-covid foi organizada para evitar reajustes maiores das tarifas de energia elétrica.

O aumento da conta seria muito maior por efeitos como, principalmente, o reajuste do preço da energia gerada em Itaipu, que acompanha a variação do dólar; a alta na remuneração das políticas públicas do setor (via cota da Conta de Desenvolvimento Energético – CDE); e o repasse de custos de novas instalações de sistemas de transmissão.

Se não houvesse a proposta da Conta-covid, todas essas despesas seriam incluídas integralmente nas contas de luz já nos próximos reajustes, para serem pagas em 12 meses. Com a conta, esse impacto será diluído em prazo total de 65 meses.

Planilha de Açõesbaixe e faça sua análise para investir