Negociação de General com o Congresso desagrada a Bolsonaro

Gabriela Brands
Profissional com graduação em Jornalismo, pós-graduação em Planejamento em Comunicação e Gestão de Crises de Imagem e em Marketing. Tem experiência sólida em Comunicação Política, Assessoria de Imprensa e Gestão de Crises.

Crédito: (Brasília - DF, 04/07/2019) Solenidade de Posse do General Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira, Ministro de Estado Chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República. Foto: Marcos Corrêa/PR

O ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, enfrenta desgaste com o presidente Jair Bolsonaro. Conforme reportagem da Folha, a negociação do General com o Congresso no acordo sobre o orçamento impositivo desagradou o presidente.

Considerado um dos ministros da confiança de Bolsonaro, Ramos acertou com o legislativo a manutenção do veto ao orçamento impositivo. No entanto, o acordo costurado com os parlamentares prevê uma nova partilha dos R$ 30 bilhões. De acordo com a matéria da Folha, o pacto do ministro poderia deixar R$ 20 bilhões para o Congresso.

A crise se intensificou depois que um grupo de senadores independentes se colocou contra o trato, impedindo a realização da primeira sessão que analisaria os vetos. Posteriormente, um áudio do general Augusto Heleno criticando a possibilidade de um acordo vazou.

Conheça planilha que irá te ajudar em análises para escolha do melhor Fundo Imobiliário em 2021

A matéria da Folha afirma ainda que o presidente não foi informado sobre a complexidade do acerto. Bolsonaro teria dito não conhecer os termos do acordo em reunião com o presidente do Senado na segunda-feira (02). Entretanto, ele autorizou a costura de um novo pacto.

Na quarta-feira (04), a Câmara dos Deputados manteve o veto de Bolsonaro e devolveu temporariamente ao Executivo o controle de R$ 30,8 bilhões em recursos. Agora, Bolsonaro é pressionado a colocar à frente da articulação política um nome com experiência no Legislativo e mais traquejo político. No entanto, o presidente afirma que não tem intenção de substituir Ramos.